NO CHILE, REPÓRTER É EXPULSO APÓS PERGUNTA A TEMER SOBRE CORRUPÇÃO

Reprodução/instagram

O apresentador e repórter do “CQC Chile”, Sebastián Eyzaguirre, também conhecido como “Cuchillo”, foi expulso do Congresso Nacional enquanto realizava uma entrevista com o presidente brasileiro, Michel Temer, em Valparaíso, neste domingo (11). As informações foram divulgadas pelo canal local MEGA e confirmadas pelo próprio profissional em sua página no Instagram.

O programa realizava a cobertura jornalística da cerimônia de posse do novo presidente do Chile, Sebastián Piñera.

Segundo Cuchillo, carabineros -uma espécie de polícia com poder militar no Chile- agiram de forma violenta, mesmo estando com todas as credenciais, enquanto fazia perguntas sobre os escândalos de corrupção enfrentados pelos presidente brasileiro. Os agentes não explicaram os motivos que levaram à expulsão do repórter.

Nas redes sociais, Cuchillo desabafou. “Vergonha. O ‘CQC’ foi violentamente expulso. Carabineros nos chutaram para fora. Linda a sua democracia. Apenas quando nós perguntamos ao presidente brasileiro por seus escândalos de corrupção”, escreveu ele.

“Sempre estivemos nas cerimônias de posse. Hoje nos nos irritaram a filha de Bachelet (ex-presidente do Chile), o presidente corrupto do Brasil. É o ‘CQC’. Nada mais. Só fazemos o que as pessoas querem que alguém faça”, finalizou.

Michel Temer esteve presente no Congresso Nacional em Valparaíso, no Chile, para participar da cerimônia de posse do presidente eleito do Chile, Sebastian Piñera, que assume o cargo pela segunda vez. O presidente brasileiro chegou com atraso ao local e entrou depois do presidente chileno.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Folhapress/Yahoo Notícias




Ataque terrorista deixa mortos e feridos em Barcelona na Espanha

Uma van atropelou várias pessoas em La Rambla, via que fica em uma das regiões mais turísticas de Barcelona, na Espanha, nesta quinta-feira dia 17 de agosto. As autoridades dizem que 13 pessoas morreram e 80 ficaram feridas, algumas em estado grave. O caso é tratado como um ataque terrorista. Dois suspeitos foram presos. Segundo a imprensa local, outro suspeito morreu em uma troca de tiros. A agência do Estado Islâmico afirma que o grupo reivindicou a autoria do ataque. Segundo o jornal “El País”, o motorista da van fugiu caminhando e o veículo usado no ataque foi alugado por um homem chamado Driss Oukabir, em Santa Perpetua de la Mogada, município perto de Barcelona. A imprensa chegou a afirmar que ele seria o autor do ataque que foi preso, divulgando sua imagem. No entanto, o jornal “La Vanguardia” reporta que Driss Oukabir foi a uma delegacia de Girona e afirmou que seu documento foi roubado e que no momento do ataque ele estava em Ripoll. Um homem que se identificou como Driss Oukabir – que foi apontado como um dos suspeitos presos – procurou a polícia da Catalunha para afirmar que seus documentos foram roubados, segundo o “La Vanguardia”. Ele procurou a polícia após ver suas fotos na imprensa.  A polícia da Catalunha confirmou que dois suspeitos foram detidos com possível relação com o atentado.  Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G1




Autoridades descobrem mais uma droga destruidora feita com sangue humano nos EUA

Mais uma preocupação para autoridades de todo o mundo está circulando nas ruas. Começou nos Estados Unidos, após uma busca e apreensão realizada pela polícia de Bucks County, na Pensilvânia. Agora, todos sabemos da existência do Blood.

A nova droga tem um nome que, traduzido, mostra seu principal componente: sangue. Ela tem aparência vermelha e não é a toa, já que ela é feita exatamente com uma mistura de sangue humano com fentanyl, um analgésico derivado do opiáceos de extrema potência.

A polícia de Bucks County apreendeu uma ampola da droga e a levou para análise. Nela, foram encontradas outras 13 substâncias além de sangue humano e fentanyl. Entre elas, THC, metanfetamina e efedrina, por exemplo, estavam listadas nos resultados clínicos da amostra.

A revista norte-americana Popular Science, responsável pela primeira divulgação da droga, afirma que uma dose inteira contém nada menos do que 11mg de metanfetamina, basicamente uma dose inteira da droga. Isso indica que não houve mistura acidental com sangue e sim algum ser humano o fez com total intenção.

O Blood é uma droga injetável, o que preocupa ainda mais os especialistas por conta da transmissão de HIV e outros vírus. Mas há, no caso desse novo produto que circula no mercado negro, um adicional que traz ainda mais perigo para o usuário: a incompatibilidade sanguínea.

Se qualquer indivíduo receber sangue de um tipo que seja incompatível com o seu, poderá ser vítima de uma reação imunológica com potencial letal. Afinal, coágulos sanguíneos são criados e podem levar tanto a acidentes vasculares quanto a paradas cardíacas.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Yahoo Notícias




Incêndio em Londres deixa vários mortos e feridos

Um incêndio no edifício residencial Grenfell, de 27 andares, em Londres, na Inglaterra, deixou nesta quarta-feira (14) vários mortos e pelo menos 50 feridos. A causa do fogo ainda é desconhecida, confirmou a representante dos serviços de bombeiros da capital, Dany Cotton.

Em declaração à imprensa, Cotton não pôde dizer ainda o número exato de mortos em consequência do incêndio, de enormes dimensões, que começou às 0h15 (horário local, 21h15 de terça-feira em Brasília) na torre Grenfell, entre o bairro de Kensington e Notting Hill.

“Trata-se de um incidente sem precedentes. Nos meus 29 anos como bombeiro, nunca vi nada dessa magnitude”, afirmou Cotton sobre o acidente. Cerca de 200 bombeiros, com o uso de 40 caminhões, trabalham no local.

O serviço de ambulâncias confirmou que pelo menos 50 pessoas ficaram feridas e tiveram que ser levadas a cinco hospitais da capital britânica.

Segundo o líder do distrito de Kensington e Chelsea, Nick Paget-Brown, no momento em que começou o incêndio, havia no edifício “centenas de pessoas”, mas esse número ainda não foi confirmado pelas autoridades.

Pelo menos 20 ambulâncias foram enviadas às imediações do edifício, que conta com 120 apartamentos nos quais se estima que viviam cerca de 500 pessoas, muitas delas famílias jovens.

A Polícia Metropolitana de Londres informou, em sua conta no Twitter, que várias pessoas estão sendo atendidas devido a ferimentos diversos e à inalação de fumaça, ao mesmo tempo em que se tenta resgatar as que ainda continuam dentro da torre.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Folhapress




Atentado suicida deixa 22 mortos em show em ManchesterAtentado suicida deixa 22 mortos em show em Manchester

Ataque terrorista em show 1Um homem-bomba detonou uma carga explosiva ao final de um show da cantora pop Ariana Grande em Manchester na segunda-feira à noite, um atentado que deixou 22 mortos e 59 feridos, incluindo crianças e adolescentes.

O homem que executou o ataque na Manchester Arena, o atentado mais violento no Reino Unido desde os que atingiram os transportes públicos de Londres em 2005, morreu ao detonar a carga explosiva, anunciou a polícia da cidade, que classificou o ato de “incidente terrorista”.

O chefe de polícia de Manchester, Ian Hopkins, disse que o homem detonou um “dispositivo explosivo de fabricação caseira” na Manchester Arena quando os fãs deixavam o local.

“A arena ficou pavorosamente em silêncio durante cinco ou seis segundos, que pareceram mais longos, e depois todo mundo correu em todas as direções”, afirmou à AFP Kennedy Hill, uma adolescente que estava no show da cantora americana.

A polícia recebeu um alerta de explosão no local com capacidade para 20.000 pessoas às 22H35 (18H35 de Brasília). A área foi isolada e viaturas policiais e ambulâncias foram enviadas ao local.

A ministra do Interior, Amber Rudd, denunciou um “ataque bárbaro que apontou deliberadamente contra os mais jovens de nossa sociedade, os jovens e as crianças que foram assistir um show de música pop”.

Na segunda-feira à noite, a primeira-ministra Theresa May, condenou o “horrível atentado terrorista”.

“Permaneceremos fortes, vamos continuar unidos, porque somos assim. Isto é o que fazemos, eles não vencerão”, disse o prefeito de Manchester, Andy Burnham.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, anunciou o reforço da segurança nas ruas da capital da Inglaterra.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Yahoo Noticias