HEMOCENTRO OURICURI REALIZOU NESTA TERÇA, DIA 20 A FESTA DO DOADOR 2018

Com intuito de homenagear doadores de sangue fidelizados e celebrar o Dia Nacional do Doador de Sangue, celebrado em 25 de novembro, o Hemocentro Ouricuri, promove entre os dias 19 e 22 de novembro, a Festa do Doador 2018 com entrega de certificados para doadores de sangue com 25 e 50 doações, que ocorreu nesta terça-feira, dia 20 de novembro com e sorteio de brindes para os doadores que comparecem durante todo o evento.A assistente social do Hemocentro Ouricuri, Nayane Lopes, falou sobre a importância da realização da Festa do Doador 2018. “É um momento de homenagear doadores de sangue com 25 e 50 doações para que eles se sintam reconhecidos em saber que salvaram muitas vidas com o gesto de doar sangue”, disse.

Ela também agradeceu aos patrocinadores da Festa do Doador 2018 e convida a população de Ouricuri e da Região do Araripe a doar sangue e participar do evento.

Laura Albuquerque, supervisora de captação de Hemorede no interior, participou ao vivo com Emanoel Cordeiro, falando sobre o sucesso da campanha no Hemocentro de Ouricuri e disse que valeu apena a participação de cada doador e ainda incentivou a doação de sangue independente de campanha e falou ainda dos principais requisitos para ser um doador.

– Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos precisam comparecer a doação acompanhados do responsável);

– Apresentar documento original com foto (Carteira de Identidade ou Carteira de Habilitação);

– Peso superior a 50 kg;

– Fazer uma refeição saudável, evitando comidas gordurosas, antes da doação;

– Gozar de boa saúde;

– Ter dormido no mínimo 06 h na noite anterior à doação;

– Não ter recebido transfusão de sangue ou hemoderivados nos últimos 12 meses;

– Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 h que antecedem a doação.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

MINISTÉRIO DA SAÚDE SUSPENDE QUASE R$ 78 MILHÕES EM REPASSES PARA ATENDIMENTO À SAÚDE MENTAL, CAPS NA LISTA

Repasses de quase R$ 78 milhões, que seriam destinados ao atendimento à saúde mental em 22 estados e no Distrito Federal, foram suspensos na última sexta-feira, DIA 16 de novembro pelo Ministério da Saúde. A decisão, publicada no Diário Oficial da União, afeta 319 serviços como os Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Serviços Residenciais Terapêuticos, Unidades de Acolhimento e leitos de saúde mental em hospitais gerais.

Segundo o órgão, o montante que totaliza R$ 77.885.465,64 foi suspenso por “por ausência de registros de procedimentos nos sistemas de informação do SUS.”

O Ministério afirmou que o repasse poderá ser restabelecido, desde que os registros sejam regularizados nos próximos seis meses. Caso isso não aconteça, as unidades definitivamente ficam fora dos repasses do SUS.

Todos os serviços são parte da Rede de Atenção Psicossocial do SUS. Os Caps, criados em 2002, têm por objetivo garantir o atendimento a pacientes com transtornos mentais ou usuários de álcool e drogas, seja por meio de atendimentos individuais (com medicamentos e terapia) ou em grupos, substituindo os manicômios.

Os serviços residenciais terapêuticos são locais onde pessoas que passaram por internações psiquiátricas e não têm vínculos familiares podem receber cuidados. Já as unidades de acolhimento são aquelas destinadas a usuários de álcool e drogas, que necessitam de atendimento 24 horas por dia. O tempo de permanência nessas unidades, de acordo com o Ministério da Saúde, é de até seis meses.

Em Pernambuco foram 11 Serviços de atendimento à saúde mental com repasses suspensos.Minas Gerais é o estado com mais repasses suspensos

Das 319 unidades de atendimento à saúde mental com repasses suspensos,

  • 72 são Caps;
  • 194 são serviços residenciais terapêuticos (SRT);
  • 31 são unidades de acolhimento (UA);
  • 22 são leitos de saúde mental em hospitais gerais

Minas Gerais foi o estado que teve mais unidades com o repasse suspenso: 65. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 53. São Paulo aparece em terceiro, com 43 unidades nessa situação. Amapá, Espírito Santo, Rondônia e Roraima foram os únicos estados não afetados pela decisão.

Serviços de atendimento à saúde mental com repasse suspenso por estado

UF Quantos serviços tiveram o repasse suspenso?
Acre 2
Amapá Nenhum
Amazonas 8
Bahia 20
Ceará 16
Distrito Federal 6
Espírito Santo Nenhum
Goiás 8
Maranhão 6
Mato Grosso 2
Mato Grosso do Sul 2
Minas Gerais 65
Pará 2
Paraíba 8
Paraná 26
Pernambuco 11
Piauí 3
Rio de Janeiro 53
Rio Grande do Norte 4
Rio Grande do Sul 25
Rondônia Nenhum
Roraima Nenhum
Santa Catarina 2
São Paulo 43
Sergipe 5
Tocantins 2
TOTAL 319

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G1 – Ciência e Saúde

CUBA NÃO ACEITOU CONDIÇÕES PARA CONTINUAR MAIS MÉDICOS

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) se manifestou nas redes sociais sobre a decisão do governo Cubano em deixar o Programa Mais Médicos, do qual participa desde 2013 no Brasil. No Twitter, o presidente disse que ofereceu condições para a continuidade do programa, mas que Cuba não aceitou.

“Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou”, escreveu o presidente eleito no Twitter.

O Ministério da Saúde Pública de Cuba afirmou que a decisão de sair do programa, no entanto, foi causada pelas declarações recentes de Bolsonaro. Ao todo, mais de 18,2 mil profissionais trabalham na saúde básica por meio do programa. Eles devem deixar o país até 31 de dezembro.

Na rede social, outros políticos também se manifestaram sobre a polêmica. A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR) lamentou a decisão, e criticou o militar reformado. “Vi esse programa nascer e ajudei a implementá-lo. Mas entendo as razões: o desrespeito, ameaças e violência com que Bolsonaro trata Cuba não lhes deixam em segurança”, disse.

O ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson disse que Cuba rompeu o acordo porque Bolsonaro não queria mais pagar 70% aos governo, e 30% aos cubanos. “Melhor assim. Que o dinheiro vá só para o médico”, afirmou.

Já Guilherme Boulos (PSol) comentou os resultados do convênio, como o atendimento de pessoas mais carentes. “Quem depende do SUS sabe a diferença que é ter um médico de família. Não podemos aceitar esse retrocesso”, opinou.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Correio Brasiliense 

HEMOCENTRO OURICURI VAI REALIZAR FESTA DO DOADOR 2018

Com intuito de homenagear doadores de sangue fidelizados e celebrar o Dia Nacional do Doador de Sangue, celebrado em 25 de novembro, o Hemocentro Ouricuri vai promover, entre os dias 19 e 22 de novembro, a Festa do Doador 2018 com entrega de certificados para doadores de sangue com 25 e 50 doações, que ocorrerá no dia 20 de novembro, e sorteio de brindes para os doadores que comparecem durante todo o evento.
Além da Festa do Doador 2018, o Hemocentro Ouricuri irá realizar diversas ações no mês de novembro como a palestra “Doador do Futuro” para crianças do município de Ouricuri.
A assistente social do Hemocentro Ouricuri, Naiane Lopes, falou sobre a importância da realização da Festa do Doador 2018. “É um momento de homenagear doadores de sangue com 25 e 50 doações para que eles se sintam reconhecidos em saber que salvaram muitas vidas com o gesto de doar sangue”, disse.
Ela também agradeceu aos patrocinadores da Festa do Doador 2018 e convida a população de Ouricuri e da Região do Araripe a doar sangue e participar do evento.
Confira os requisitos para doar sangue:
– Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos precisam comparecer a doação acompanhados do responsável);
– Apresentar documento original com foto (Carteira de Identidade ou Carteira de Habilitação);
– Peso superior a 50 kg;
– Fazer uma refeição saudável, evitando comidas gordurosas, antes da doação;
– Gozar de boa saúde;
– Ter dormido no mínimo 06 h na noite anterior à doação;
– Não ter recebido transfusão de sangue ou hemoderivados nos últimos 12 meses;
– Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 h que antecedem a doação.
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Hemocentro Ouricuri

AGENTES DE SAÚDE DE OURICURI, SINDSEP E VEREADORES SE REÚNEM EM OURICURI PARA DISCUTIR DIREITOS AMEAÇADOS

Na manhã dessa segunda-feira, 12 de novembro, ACSs – Agentes Comunitários de Saúde ACEs – Agentes Comunitários de Endemias de Ouricuri, diretoria do SINDSEP e Câmara de Vereadores se reuniram no plenário da Casa em uma reunião simultânea para discutir direitos que estão ameaçados.

Segundo a presidente da Associação dos ACSs de Ouricuri, Roméria Rodrigues,a vários dias se tentava realizar essa reunião para expor a indignação ao poder público municipal sobre a falta de acordo com a gestão no tocante ao pagamento de insalubridade dos Agentes de Saúde do último concurso de 2016.

Segundo a presidente os acordos foram quebrados e se fez necessário solicitar a intervenção dos vereadores para intermediar um diálogo com o gestor municipal, vale salientar que a reunião contou com o apoio e a participação ativa do Sindsep.

Durante a discussão, o gestor, segundo informes, chegou a ligar para a vereadora Adelucia Cleia, presidente da Casa e prometeu receber a categoria na próxima quarta-feira, dia 21 de novembro, às 15 horas no gabinete da prefeitura.

Além do pagamento da insalubridade, a categoria reivindica inda a entrega de materiais de proteção, pois segundo a presidente dos ACSs, somente foram entregues o material didático e ainda falta o incentivo adicional anual (Pmaq), que deveria ser pago ao final de cada ano, reajuste salarial, dentre outros e todos esses assuntos abordados serão levados ao gabinete do prefeito Ricardo Ramos no próximo dia 21, inclusive com a câmara e a secretária de saúde.

O diretor do Sindsep, Dhone Monteiro, ressaltou a importância da parceria da entidade com a Associação dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias em busca da manutenção e conquista de direitos adquiridos e segundo ele desde janeiro vem sendo solicitado ao prefeito que conceda a gratificação de insalubridade aos 18 novos agentes, que é um direito conquistado, inclusive há uma Lei sancionada na primeira gestão do atual prefeito e que não vem sendo respeitado pela prefeitura.

Ainda segundo o diretor, o prefeito e a secretária foram convidados para a reunião, porém teriam justificado a ausência, pois cumpriam agenda no povoado de Cara Branca, zona rural do município.  Perguntado se os ACSs e ACEs deveriam receber a insalubridade a partir de agora, o diretor afirmou que a luta é pelo retroativo a janeiro.

Um outro tema abordado foi a questão do ponto eletrônico que vem prejudicando os ACSS, que segundo o sindicalista fica humanamente impossível para quem realiza o trabalho externo.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

COORDENADORA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE DE OURICURI LILIANE XAVIER ASSEGURA ATENDIMENTO DE USUÁRIOS DA UBS NOSSA SENHORA DO CARMO NA POLICLÍNICA

Após o fechamento do Gabinete Odontológico da UBS Nossa Senhora do Carmo no dia 31 de agosto e o fechamento da unidade por questões de estrutura após chuva em Ouricuri, a coordenadora das UBSs da sede do município, Liliane … emitiu uma nota e falou sobre o fechamento e o que a secretaria de saúde do município para que os usuários não fiquem sem atendimento médico e odontológico.

Segundo Liliane, os agentes comunitários já foram informados e estão repassando aos usuários que serão atendidos na Policlínica e no CEUs do município. (veja a nota cima)

Em entrevista, a coordenadora confirmou as informações sobre o atendimento da UBS, confira:

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

PREFEITURA DE OURICURI ENTREGA EQUIPAMENTOS A UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE, JOSÉ PIMENTEL RECEBE VÁRIOS ITENS

A Prefeitura de Ouricuri por meio da secretaria de saúde fizeram na manhã dessa sexta-feira, 19 de outubro, a entrega de vários equipamentos para a Unidade Básica de Saúde José Pimentel I e II em Ouricuri.

Na oportunidade, foram entregues novas máquinas, macas, mesas e cadeiras, equipamentos eletrônicos e quites de saúde.

O prefeito Ricardo Ramos e a secretária de saúde Gardiele Andrade, juntamente com a coordenadora dos PSFs sede Liliane Almeida e Wedson Ferreira (Zona rural) estiveram presentes, juntamente com as coordenadoras da unidade, Mikaele Costa e Socorro Sobral, bem como toda equipe da UBS, recepcionaram a comitiva e presenciaram a chegada do material.

A secretária falou da importância do material para o desempenho das atividades e o atendimento aos usuários.

Ricardo Ramos, afirmou que mesmo apesar do momento de crise, não mede esforços para equipar as unidades e melhorara saúde e promete ainda entregar veículos às unidades de saúde para melhorar o trabalho dos profissionais.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

EM ORICURI, RESOLUÇÃO DO MPF SOBRE CARGA HORÁRIA DE MÉDICOS É DISCUTIDA PELA AMUPE

O Ministério Público Federal passou a exigir das prefeituras a assinatura de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), para garantir a exigência de 40 horas semanais de trabalho para os médicos contratados pelos municípios.

Para discutir o assunto, o Presidente da Amupe, José Patriota, esteve um Ouricuri ao lado de prefeitos e secretários da Região do Araripe, Vale do São Francisco e Sertão Central. Segundo o anfitrião Ricardo Ramos, Prefeito de Ouricuri, “é importante que o Ministério Público escute o apelo de quem está na ponta, cuidando dos serviços e do atendimento ao povo. Os profissionais de saúde protestam e, muitas vezes, pedem demissão por não conseguirem cumprir a carga horária. É uma situação danosa para todos.”

As resoluções da reunião serão levadas ao MPF pela Amupe. Além de prefeitos e secretários, estiveram presentes na discussão representantes do Sindicato dos Médicos de Pernambuco e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/PE).

Da Ascom PMO

MÉDICOS RESCINDEM CONTRATOS COM A PREFEITURA DE EXU DEVIDO IMPLANTAÇÃO DO PONTO ELETRÔNICO E MORADORES FICAM SEM ATENDIMENTO

Os moradores do município de Exu, no Sertão de Pernambuco, na  terra do Rei do Baião, estão sofrendo há cerca de dois meses com a falta de atendimento médico nos postos de saúde.

Desde que a prefeitura assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Federal (MPF), obrigando os profissionais a bater o ponto e cumprir a jornada de trabalho de oito horas por dia, 11 dos 13 médicos do Programa de Atenção Básica pediram rescisão de contrato e deixaram de atender.

“Essa é uma atuação nacional do Ministério Público (MP) desde 2013. O Ministério Público vem percebendo que, infelizmente, vários profissionais de saúde, notadamente da estratégia de Saúde da Família, não cumprem a carga horária determinada na Política Nacional de Atenção Básica (PNAB). Nós então temos chamado os prefeitos para discutir e propor um ajustamento de conduta, sobretudo com a implantação do controle da jornada através de registradores eletrônicos de ponto”, explica o procurador da república, Marcos de Jesus.

Exu tem cerca de 31 mil habitantes e, sem médico nos postos de saúde, pessoas como a agricultora Maria Aparecida Souza Brito da Silva, que busca atendimento para o neto, estão indo para o hospital público do município. Com o aumento da demanda, a unidade ficou sobrecarregada.

De acordo com o prefeito de Exu, Raimundo Saraiva, o município aumentou o salário dos médicos de R$ 8 mil para R$ 10 mil, mas não conseguiu suprir as ausências. Apenas um médico foi contratado. Segundo o gestor, a prefeitura está buscando nas universidades profissionais recém-formados.

O médico cubano Richard Afonso Bonachea é um dos poucos que continuam atuando no Programa de Atenção Básica no município. Ele atende em um posto na zona rural e diz que o número de pacientes aumentou.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G1

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA SARAMPO E PÓLIO COMEÇA SEGUNDA DIA 6 EM PERNAMBUCO

Começa na próxima segunda-feira, dia 6 de agosto, a campanha estadual de vacinação contra a poliomielite e sarampo. A ação, de iniciativa de Secretaria de Saúde de Pernambuco, espera imunizar mais de 544 mil crianças, entre 1 e 5 anos, que são os alvos da campanha.

O período de vacinação se estende até dia 31 de agosto, com o Dia D em 18 de agosto. A caderneta de vacinação da criança deve ser apresentada ao profissional de saúde, para que seja registrada a nova dose.

Durante a campanha, poderão ser aplicadas a vacina inativada da poliomielite (VIP – injetável) ou a vacina oral da poliomielite (VOP). A injetável deve ser feita em crianças que nunca tomaram a vacina antes. Para as que tem uma ou mais doses de qualquer tipo de vacina contra poliomielite, deve ser feita a dose oral.

Já no caso do sarampo, o imunizante é a vacina tríplice viral, que também protege contra a caxumba e rubéola. “A tríplice deve ser aplicada em todas as crianças com ou sem histórico vacinal, exceto se a última dose tenha sido há menos de 30 dias”, pontua Ana Catarina, coordenadora do Programa Estadual de Imunização.

Se a criança tomou a tríplice viral recentemente, a dose da campanha só deve ser feita 30 dias após esta aplicação. No momento da campanha, de acordo com as informações contidas nas cadernetas de vacinação, o profissional do serviço de saúde informará aos pais ou responsáveis da necessidade de reforço dessa vacina.

Pernambuco completa 30 anos sem a circulação da poliomielite, além de 4 anos sem registro de sarampo.

Os últimos registros de poliomielite em Pernambuco foram em 1988, onde foram detectados 5 casos com recuperação e 1 óbito. No ano de 1980 o Estado chegou a ter 111 casos, com 13 óbitos.

Em todo o Estado, o sarampo teve 199 casos confirmados em 2013 e 27 em 2014. Anteriormente, o último registro tinha sido em 1999, com 240 casos. Em 2018, não há nenhuma confirmação.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/JC On Line

ANVISA APROVA GENÉRICO PARA TRATAMENTO DO CÂNCER DE MAMA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o primeiro medicamento genérico com a substância everolimo. O remédio é indicado para o tratamento de diversos tipos de câncer, incluindo câncer de mama em estágio avançado, tumores neuroendócrinos e câncer de rim.

Por meio de nota, a Anvisa reforçou que, por se tratar de um medicamento genérico, o produto deve chegar ao mercado com um preço pelo menos 35% menor que o preço máximo do medicamento de referência.

Pesquisa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgada este mês mostra que 86% dos medicamentos genéricos no mercado atendem às exigências de qualidade. O resultado traz para os usuários a tranquilidade na hora de comprar e também aproveitar a diferença de preços em relação aos remédios de marca que passa de 90%, segundo levantamento feito pelo DIA em alguns estabelecimentos no Centro do Rio.

Mas a agência reguladora orienta ter cuidado na hora de comprar os remédios, como somente adquiri-los em farmácias autorizadas e também observar a faixa de tinta reativa na embalagem do produto. Ao comprar o remédio, recomenda-se fazer a “raspadinha”, friccionando uma moeda de metal sobre a faixa. O que atesta a eficácia é quando a tinta continua intacta, sem descascar. Além disso, deve-se procurar por estabelecimentos farmacêuticos autorizados com receita médica, quando necessário.

Indicações aprovadas para o everolimo:

câncer de mama avançado receptor hormonal-positivo;

tumores neuroendócrinos avançados;

câncer avançado do rim;

angiomiolipoma renal (um tumor do rim) associado ao Complexo da Esclerose Tuberosa (TSC) (em pacientes acima de 18 anos);

Sega (astrocitoma subependimário de células gigantes) associado ao Complexo da Esclerose Tuberosa (TSC).

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Com informações da Agência Brasil/Foto: VG Noticias

SENADO APROVA PROJETO QUE AUMENTA PISO SALARIAL DE AGENTES DE SAÚDE

Ex-ministro da Saúde do governo Lula, responsável por estabelecer o salário mínimo como pagamento aos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), votou a favor da proposta que reajusta o piso salarial da categoria e reformula as atribuições, flexibiliza a jornada e aumenta o grau de formação profissional e os cursos de formação técnica dos agentes.

A matéria foi aprovada pelo plenário, ontem, e segue, agora, à sanção presidencial. Para Humberto Costa, que sempre defendeu a valorização dos agentes e foi um dos responsáveis por derrubar o veto de Temer à proposta anterior que beneficiava os trabalhadores da saúde da família, a medida também é benéfica aos cofres públicos. O Brasil tem cerca de 400 mil agentes. O salário deles passará para R$ 1.250 mil em 2019, R$ 1,4 mil em 2020 e R$ 1.550 em 2021.

“Os agentes são os responsáveis por prestar o primeiro atendimento médico nas casas dos brasileiros. Quanto mais cedo se descobre uma doença, mais são as chances de curá-la e menos oneroso se torna o tratamento no Sistema Único de Saúde”, resumiu.

O senador criticou o que ele chamou de “parlamentares oportunistas de plantão”, que apareceram para apoiar o piso da categoria, mas que votaram a favor da chamada PEC do Fim do Mundo, que congelou recursos da saúde pelos próximos 20 anos.

“Apareceram aqui vários pais do projeto do piso dos agentes. Mas eu quero ver é surgirem os pais do desmonte na saúde que está acontecendo no nosso país, com o fechamento de farmácias populares e cortes no orçamento do Ministério da Saúde”, disse.

O parlamentar ressaltou que foi durante o governo Lula que os agentes comunitários foram reconhecidos como servidores públicos, inclusive aqueles que já estavam no exercício do trabalho sem terem prestado concurso público; e que foi durante o governo Dilma que o piso salarial da categoria foi implementado. “Podem contar com o PT aqui, sempre. Não é apenas por uma questão de conivência e oportunidade”, detonou.

O Líder da Oposição explicou que o texto aprovado no Senado retira a obrigatoriedade da frequência em cursos de educação continuada e altera a redação que especifica a periodicidade dos cursos de aperfeiçoamento, para que eles sejam frequentados “a cada dois anos”.

A proposta determina que os cursos serão organizados e financiados, de modo tripartite, pela União, estados e municípios. A redação original também determinava que a jornada de trabalho semanal de 40 horas deveria ser integralmente dedicada a ações e serviços de promoção da saúde, vigilância epidemiológica e combate a endemias, em prol das famílias e comunidades assistidas.

Agora, o texto promoveu a redução da carga horária dedicada a essas atividades para apenas 30 horas semanais, direcionando as 10 horas remanescentes a atividades de planejamento e avaliação de ações, detalhamento das atividades, registro de dados e formação e aprimoramento técnico.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Magno Martins

GUILHERME UCHOA, PRESIDENTE DA ALEPE  MORRE NO RECIFE AOS 71 ANOS

Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Guilherme Uchôa (Foto: Katherine Coutinho/G1)

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa (PSC), de 71 anos, morreu nesta terça-feira, dia 3 de julho, no Hospital Português, na área central do Recife. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Alepe. O óbito ocorreu às 4 horas da madrugada, em decorrência do agravamento do quadro de saúde do deputado, que teve edema pulmonar e parada cardíaca.

O parlamentar estava internado desde domingo, dia 1º, depois ter problemas de saúde em casa, na Região Metropolitana, e ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A assessoria do Legislativo ainda não repassou informações sobre velório e sepultamento.

Na segunda-feira, dia 2, o boletim médico divulgado pelo hospital, informou que Guilherme Uchoa tinha apresentado melhora no quadro de saúde.

Por meio de nota, a unidade disse que o quadro era de pneumonia decorrente de broncoaspiração. Nesses casos, o paciente aspira secreções contidas nas vias aéreas ou de materiais estranhos às vias aéreas.

Durante a madrugada deste domingo, Uchoa teve uma indisposição, segundo a assessoria de comunicação da Alepe. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz de Rebouças, em Igarassu, na mesma região.

No caminho, o deputado desmaiou e os médicos decidiram levá-lo ao Hospital Português. Ele deu entrada às 6 horas. Ainda de acordo com a Alepe, o governador Paulo Câmara (PSB) esteve no hospital para visitar o presidente do Legislativo.

Guilherme Uchoa estava no sexto mandato parlamentar e presidia a Alepe pela sexta vez consecutiva. Juiz aposentado, ele ocupou o cargo de governador de Pernambuco em virtude de ausência dos titulares. Ele deixou dois filhos e seis netos.Governador Paulo Câmara esteve no Hospital Português, no recife, e ressaltou as parcerias feitas com Guilherme Uchoa. (Foto: Wagner Sarmento/TV Globo)

Por volta das 7 horas desta terça-feira, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chegou ao Hospital Português, onde morreu o presidente da Alepe, Guilherme Uchoa. A agenda do chefe do Executivo, programada para Petrolina, no Sertão, foi cancelada, segundo a Secretaria de Imprensa.

No hospital, Câmara ressaltou as parcerias feitas com Guilherme Uchoa para o desenvolvimento de Pernambuco. “Ele sempre foi transparente e firme nas convicções. Ele foi parceiro e um batalhador e vai fazer muita falta ao parlamento e ao estado”, declarou.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G1

HOSPITAL REGIONAL DE OURICURI TERÁ TOMÓGRAFO E SERVIÇO DE HEMODIÁLISE

O governador Paulo Câmara assinou, na quinta-feira dia 14 de junho, ladeado do prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos, os deputados federais Kaio Maniçoba, Tadeu Alencar e Gonzaga Patriota, os deputados estaduais Roberta Arraes, Rodrigo Novaes e Lucas Ramos; o secretário de saúde Iran Costa, Wellington Batista da Agricultura e Reforma Agrária, o executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto e Aldo Santos, diretor de articulação do meio ambiente, representando o presidente da Compesa, Roberto Tavares, autorizou a construção de uma estrutura (bunker) para instalação de tomógrafo do Hospital Regional de Ouricuri e o termo de compromisso para implantar os serviços de hemodiálise na UTI da unidade. O novo tomógrafo beneficiará, principalmente, as vítimas de acidente de trânsito da região. Atualmente, o Hospital Regional Fernando Bezerra contratualiza o serviço de tomografia, sendo necessário deslocar o paciente para realizar o procedimento em clínica credenciada. Com a instalação do equipamento na própria unidade, o Hospital agilizará o atendimento na clínica de traumato-ortopedia.

Com a ação, a direção do Hospital, gerido pela Santa Casa de Misericórdia, vai iniciar a execução dos projetos, com a contratação dos serviços de engenharia e assistência. A instalação de máquinas de hemodiálise na UTI Adulto será por meio de contrato com o Centro de Nefrologia de Araripina. Para funcionamento do setor, além das adaptações físicas, será contratada uma equipe multiprofissional, que contará com nefrologistas. Uma equipe de engenharia ficará responsável pelas adequações na unidade para que o tomógrafo e as sessões de hemodiálise possam acontecer.

O Hospital Regional de Ouricuri é referência no atendimento de urgência e emergência no Sertão do Araripe. Durante todo o ano de 2017, a unidade realizou 74 mil atendimentos de urgência, além de 30 mil consultas ambulatoriais, cerca de 5 mil cirurgias e 2,3 mil partos.

O secretário de Saúde, Iran Costa, destacou que o processo de licitação para aquisição do tomógrafo já está em fase final e frisou que os serviços de hemodiálise que serão instalados trarão grandes benefícios à população. “Os pacientes que estiverem em Ouricuri e precisarem da hemodiálise dentro da UTI, por exemplo, não vão precisar mais ser transferidos”, explicou.

O município também foi contemplado com dois veículos para atendimento, duas cadeiras, um ar-condicionado, um bebedouro, uma impressora comum, um no-break (para computador) e um computador básico, com um investimento total de R$ 100 mil. Além disso, foi assinada a ordem de serviço para as obras de pavimentação de sete ruas do distrito de Jatobá, com um investimento de R$ 1,2 milhão, somados a recursos da Prefeitura, buscadas pelo gestor Ricardo Ramos. Ambas as intervenções contam com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Tadeu Alencar.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE É PRORROGADA ATÉ 15 DE JUNHO

O Ministério da Saúde (MS) anunciou nesta terça-feira, dia 29 de maio, a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe até o dia 15 de junho. A decisão foi motivada pelos efeitos da paralisação dos caminhoneiros no atendimento em saúde. Inicialmente, o fim da campanha estava previsto para esta sexta-feira, 1° de junho

De acordo com os últimos dados do ministério, a campanha imunizou 35,6 milhões de pessoas, o que equivale a 66% do público-alvo. Para atingir a meta de imunizar 54,4 milhões de pessoas, o governo espera, com a prorrogação da campanha, vacinar os 18,8 milhões de brasileiros e brasileiras que ainda não receberam a dose da vacina.

No recorte por estados, os que mais se aproximaram da meta estabelecida foram Goiás (99,8%), seguido do Amapá (91%), Ceará (84%), Distrito Federal (78,5%) e Espírito Santo (77,4%). Por outro lado, os estados com menor cobertura da vacina são Roraima (32,5%), Rio de Janeiro (47,6%), Rondônia (51,3%), Amazonas (51,9%) e Acre (52%).

O público-alvo da campanha inclui idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Caso haja disponibilidade de vacinas, os municípios podem ampliar o público para crianças de cinco a nove anos e adultos com idades entre 50 e 59 anos. O Ministério destaca, no entanto, a importância de o público-alvo prioritário que ainda não se imunizou procurarem os postos de saúde. De acordo com o Ministério, 100% das 60 milhões de doses de vacina já foram distribuídas aos estados.

Até o momento, o público com maior cobertura são as puérperas (78%), seguido por idosos (75%), professores (73%), trabalhadores da saúde (71,6%), indígenas (63,6%) e gestantes (55%). Já entre as crianças com idades entre seis meses e cinco anos, o índice de vacinação está em pouco menos da metade (49,7%)

De acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde, foram registrados 2.088 casos de gripe em todo país e 335 pessoas morreram em decorrência da doença. O tipo mais grave de gripe foi o H1N1, com 218 óbitos e 1.262 casos. Das pessoas que faleceram, 70% possuíam ao menos algum fator de risco, como idosos com mais de 60 anos cardiopatas, pneumopatas e com diabetes millitus. DP.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/G7