13º DO BOLSA FAMÍLIA VAI CUSTAR R$ 2,5 BILHÕES

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

O novo ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS), informou nesta quarta-feira, dia 2) de janeiro, que o pagamento de um 13º para os beneficiários do Bolsa Família, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro e do governador Paulo Câmara, custará R$ 2,5 bilhões aos cofres públicos.

“Vou sentar com a área de planejamento para saber onde temos que atuar para garantir isso, mas vamos garantir. Já está decidido pelo presidente, está garantido por nós”, disse o ministro após ser empossado no cargo.

O Ministério reúne as pastas do Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura, além de parte do acolhimento a dependentes da Secretaria de Drogas.

Osmar Terra foi ministro de Michel Temer no Desenvolvimento Social e deixou o cargo em abril para concorrer à reeleição na Câmara, onde cumpre mandatos consecutivos desde 1999. Ele foi reeleito com 86.305 votos.

Antes mesmo de assumir, Terra já anunciou os nomes dos secretários que ficarão responsáveis por áreas do ministério: o deputado federal não reeleito Lelo Coimbra (MDB-ES), líder da maioria na Câmara, foi escolhido para comandar a área de Desenvolvimento Social, o general Marco Aurélio Vieira vai comandar a área de Esportes, enquanto Henrique Medeiros Pires ficará responsável pela Cultura.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Inaldo Sampaio