APÓS CONHECER MULHER EM APLICATIVO DE RELACIONAMENTOS, HOMEM É SUSPEITO DE VENDER CARRO DELA E FUGIR COM DINHEIRO

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

Vítimas prestaram depoimento na Delegacia de plantão da Zona Sul de Natal — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Uma mulher de 29 anos e um casal que estava comprando seu carro encerraram a segunda-feira, dia 22 de abril na Delegacia de Plantão da Polícia Civil, na Zona Sul de Natal. De acordo com a denúncia, eles caíram em um golpe realizado por um homem que conheceu a dona do veículo no último sábado (20), através de um aplicativo de relacionamentos.

Segundo o relato feito à polícia, a dona do veículo conheceu e marcou um encontro com o suspeito, através do aplicativo Tinder, no último sábado, dia 20. O encontro foi marcado no hotel em que ele estava hospedado, no bairro Ponta Negra, Zona Sul da capital.

Ao longo do fim de semana, o homem convenceu a mulher a vender o seu carro usado e se propôs a ajudar na venda. Com a anuência da vítima, ele anunciou o veículo modelo Corsa Sedan em uma loja virtual, ao preço de R$ 13 mil. Um casal apareceu interessado na compra, nesta segunda-feira, dia 22.

Ainda de acordo com a denúncia, como a mulher estava trabalhando, pediu para que o homem apresentasse o carro aos possíveis compradores. O encontro foi marcado perto da base da Polícia Rodoviária Federal na BR-101, próximo ao município de São José do Mipibu, na Grande Natal.

Após fechar o acordo a venda por R$ 9 mil, o homem foi até o trabalho da mulher com o casal, para apresentá-los. O casal sacou e entregou R$ 1,5 mil a ele em mãos. Depois, transferiu R$ 2,5 mil para uma conta no nome de uma mulher cujo primeiro nome é igual ao da dona do veículo.

Depois de pagar a entrada, o casal ficou com o carro e disse que entregaria o restante com do valor acordado quando recebesse o recibo. Apesar de ter marcado um encontro entre a mãe da mulher, a própria dona do carro e o casal, o suspeito não apareceu e não atendeu mais às ligações.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1 RN