MORRE PAI DE ISIS VALVERDE APÓS SOFRER INFARTO EM TRILHA DE MOTO

O pai da atriz Isis Valverde, RUBENS VALVERDE, morreu na tarde deste domingo, dia 12 de janeiro, após sofrer um infarto durante uma trilha de moto, de acordo com as informações da Polícia Civil de Minas.

Segundo as primeiras informações, RUBENS VALVERDE andava de moto por uma trilha quando sofreu um mal súbito. Ele foi socorrido por amigos e encaminhado para um hospital em Baependi, no Sul de Minas Gerais, mas já chegou ao local sem vida.

Nas redes sociais, amigos da família lamentaram a morte. Uma postagem com a foto de Rubens durante uma trilha, ao lado da moto, trazia a mensagem: “Assim que iremos lembrar sempre de você. Descanse em paz, amigão”.

Rubens era casado e só tinha Isis como filha, além do neto Rael, de 1 ano e 3 meses, fruto do casamento da atriz com o empresário André Resende. Atualmente, Isis está no ar com a novela “Amor de Mãe”. Até o fim da noite de ontem, ela não havia se pronunciado sobre a morte nas redes sociais.

Em 2016, a atriz foi uma das convidadas do programa “Tamanho família” da Globo e se emocionou com uma surpresa do pai. No episódio da atração, Isis relembrou a época em que Rubens, que trabalhava como professor, deu aulas à filha na escola e as saudades que sentia da família por morar em outro estado.

O corpo de RUBENS VALVERDE foi encaminhado para o IML de São Lourenço. Até a publicação desta reportagem, ainda não havia informações sobre velório ou enterro, que deverá acontecer em Aiuruoca, onde ele trabalhava e morava.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IBahia

ADVERTENCIA

anuncie

TONY RAMOS É INTERNADO COM FORTES DORES EM HOSPITAL NO RIO DE JANEIRO

TV Globo/Reprodução

O ator Tony Ramos, 71 anos, se sentiu mal na noite desta segunda-feira, dia 6 de janeiro e deu entrada no Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perisse, em Armação dos Búzios (Rio de Janeiro), em decorrência de uma gastroenterite. As informações são da Folha de São Paulo.

Procurada, a assessoria do hospital afirmou que não dará detalhes sobre o paciente, mas que Ramos já foi tratado e deixou o local antes do amanhecer desta terça, dia 7.

Fotos do momento da saída mostram que o ator estava acompanhado da esposa, Lidiane Barbosa, e em uma cadeira de rodas. Os dois são casados desde 1969 e passaram o Réveillon na região.

A gastroenterite é uma infecção no estômago intestino, que costuma ser mais frequente no verão. O problema tem sintomas como cólicas, náuseas, vômitos e febre, e pode ser transmitido por contato com uma pessoa infectada ou por alimentos contaminados.

Tony Ramos é um dos nomes cotados para o elenco de “Em Seu Lugar”, nova novela de Lícia Manzo, com direção artística de Maurício Farias, que sucederá “Amor de Mãe” na Globo.

Seu último trabalho na emissora foi em 2018, quando ele esteve na novela das 21h, “O Sétimos Guardião”. Quando alguém sugere que as novelas possam estar com os dias contados, ele é categórico: “Nem a pau”. Com 55 anos de televisão e mais de 50 novelas no currículo, o ator afirma que escuta sobre uma possível crise da teledramaturgia brasileira desde os anos 1960, quando começou a sua carreira na extinta TV Tupi.

“Apesar de tudo isso, do avanço da tecnologia, o que manda é uma boa história. Não tem saída. Sem uma boa história, não tem nada”, afirma Ramos.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Correio 24 Horas/Notícias ao minuto

ADVERTENCIA

anuncie

CANTOR SERTANEJO MORRE APÓS TER INFARTO FULMINANTE DURANTE SHOW NO PARANÁ -VEJA O EXATO MOMENTO DA MORTE DO ARTISTA

O cantor sertanejo Juliano Cezar, de 58 anos, morreu na madrugada desta terça-feira, dia 31 de dezembro depois de sofrer um infarto fulminante enquanto fazia um show em Uniflor, no norte do Paraná.

VEJA NO VÍDEO ABAIXO O MOMENTO QUE O CANTOR CAIU INFARTADO

A informação foi confirmada pelo produtor do artista.

De acordo com o produtor Mauro Vasconcelos, Juliano Cezar chegou a socorrido em um posto médico perto do local do evento. Porém, o cantor não resistiu.

Ele recebeu massagem cardíaca e injeções de adrenalina por mais de uma hora e meia, mas, ainda conforme o produtor, não foi possível reanimar o artista.

Mauro Vasconcelos contou que estavam em uma sequência de três shows, com casa cheia, no Paraná. Ele conhecia Juliano Cezar há 25 anos e era produtor do amigo há sete anos.

Juliano Cezar era casado e não tinha filhos. O corpo será velado e sepultado em Passos (MG) – cidade natal do cantor.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1 Paraná

ADVERTENCIA

anuncie

AURIVALTER CORDEIRO RECEBE TITULO DE CIDADÃO DOS MUNICÍPIOS DE MIRANDIBA E TERRA NOVA

O Engenheiro Civil, Aurivalter Cordeiro Pereira da Silva, atualmente no exercício do cargo de Superintendente da 3ª SR/Codevasf em Petrolina, recebeu na ultima sexta-feira, dia 13 de dezembro a honraria de Cidadão dos Municípios de Mirandiba e Terra Nova. A entrega dos Títulos de Cidadão aconteceu em sessão solene das câmaras municipais dos respectivos municípios, as solenidades foram prestigiadas por autoridades locais e de outros municípios do sertão de Pernambuco.

Ao se pronunciar nas tribunas das duas casas de leis, Aurivalter Cordeiro, mencionou algumas ações já desenvolvidas pelo órgão que ele comanda através de intervenções do senador Fernando Bezerra Coelho e do deputado federal, Fernando Filho. Nas duas oportunidades foi bastante aplaudido quando falou de sua relação com cada cidade do sertão, sobre tudo, do carinho e dedicação tem pelo povo de Mirandiba e de Terra Nova.

Aurivalter Cordeiro nasceu na cidade do Recife, tendo ligação familiar com o Município de Cabrobó, sertão do São Francisco do estado de Pernambuco. O Superintendente da 3ª SE/CODEVASF, Aurivalter Cordeiro, já exerceu cargos importantes entre eles o de secretário de obras de vários Municípios, ainda função importante no Ministério de Integração Nacional e no Porto de Suape. Seu trabalho vem sendo reconhecido em vários Municípios, até o momento Aurivalter já recebeu Titulo de Cidadão de 13 Municípios pernambucanos.
Discurso de agradecimento:
Ao POVO DE TERRA NOVA….
A rotina da vida não me pegou. Há semanas eu penso no que lhes dizer. Em como transformar esse momento em um pacto de permanência.
Há coisas na vida que não se repetem. São sempre como se fora a primeira vez. Ser batizado como filho de Terra Santa, é uma delas.
A alegria profunda que senti quando o vereador Bado, representando toda a casa, me trouxe a notícia da escolha do meu nome, e a emoção genuína que eu sinto nessa tribuna documentam que esse é um momento único.
Cabe-me, em primeiro lugar, agradecer a este Augusto Poder Legislativo, a escolha do meu nome para receber esta homenagem, faço essa referência, porque não posso fugir ao dever e sentimento da alma, de deixar registrado nesta casa, a gratidão, testemunho pleno de minha consciência e cálido sentimento de meu coração, pela generosa acolhida, ao incorporar-me, de maneira tão desvanecedora, como Filho de dessa Terra.
Agradeço, por fim, aquele que nos guia, a minha família, e ao senador e filhos que nos deram a oportunidade de aplicar os meus conhecimentos e seguir os seus conselhos de dar a todos um tratamento igualitário sem distinção, no exercício da função de Superintendente da 3ª SR-CODEVASF.
Aurivalter Cordeiro
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de NotíciasPetrolândia Notícias
ADVERTENCIA

anuncie

JORNALISTA ALEXANDRE GARCIA SE CASA AOS 79 ANOS

Alexandre Garcia se casa aos 79 anos - Reprodução/Instagram

O jornalista Alexandre Garcia comemorou ontem os 79 anos de idade, mas a festança mesmo nesta terça-feira, 12 de novembro, na celebração de seu casamento. Ele aproveitou as redes sociais para registrar o momento dos votos e postou uma foto do casal com a seguinte legenda: “Recém-casados”, escreveu, sem revelar o nome da mulher. Alexandre é pai de Denise Garcia e Julia Nunes Garcia, que é repórter de esportes da Globo. Ambas estiveram presentes no casório e, nos stories do jornalista, apareceram ao lado da nova madrasta.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/TV Famosos

ADVERTENCIA

anuncie

A MORTE VAI SE TORNAR OPCIONAL, DIZ ENGENHEIRO FUTUROLOGISTA

O engenheiro e futurologista venezuelano José Luis Cordeiro, de 57 anos, é um entusiasta da vida eterna. Seu otimismo com o fim da morte, baseado, em grande parte, no pensamento no filósofo da singularidade, Raymond Kurtzweil, é realista e embasado por dados e argumentos. Formado pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), Cordeiro se concentra nos recursos médicos e computacionais que já ajudam a prolongar a vida e prometem transformar a morte em um mal evitável. Seu interesse pelo assunto aumentou quando seu pai faleceu, há cinco anos, desamparado pela falta de recursos da medicina na Venezuela. A situação o abalou emocionalmente e o levou a mergulhar nos estudos sobre rejuvenescimento e imortalidade. Junto com o matemático David Wood, escreveu o livro “A morte da morte”, no qual coloca à prova suas ideias sobre a interrupção da velhice, considerada por ele uma doença. “Já temos novas tecnologias de reprogramação celular e estamos entre a última geração humana mortal e a primeira imortal”, disse Cordeiro em entrevista à ISTOÉ.

O senhor considera o envelhecimento uma doença. Como assim?

A ideia é que tratemos o envelhecimento como uma doença a mais, a pior das doenças, a mãe de todas as doenças. Acaba de sair um livro chamado “Lifespan: Why we age — and Why we don´t have to”, de um cientista da Universidade de Harvard, David Sinclair, biólogo muito respeitado. E ele fala isso: o envelhecimento é uma enfermidade e temos de classificá-lo assim para que tenhamos mais pesquisas. As companhias não investigam o envelhecimento porque ele não é ainda considerado doença, como antes a sarcopenia, que diminui a massa magra do corpo, não era enfermidade. Se estudarmos o envelhecimento, se o curarmos, curaremos outros males que são causados por ele, como as doenças neurodegenerativas, cardíacas e o câncer. Hoje, as pessoas morrem principalmente de doenças relacionadas ao o envelhecimento.

Poderemos impedir o envelhecimento?

Sabemos que há células e organismos que não envelhecem, como, por exemplo, as bactérias. Elas são as primeiras formas de vida no planeta. Dividem-se de maneira simétrica e podem viver indefinidamente. As bactérias que se juntaram para formar organismos multicelulares geraram dois tipos de células: as células germinais de reprodução, os espermatozóides e óvulos, que são imortais, e as células somáticas do corpo, que ficam velhas. As células germinais podem morrer, porque quando o corpo, o soma, morre, elas morrem também, ainda que não envelheçam.

Há outros exemplos?

Outro tipo de célula que se descobriu que não envelhece é a do câncer. O câncer envolve uma série de mutações que podem acontecer em qualquer parte do corpo e que detém a degeneração celular. Esse é o problema do câncer, ele não envelhece e por isso é preciso matar todas as células cancerosas porque, se deixar uma sobrevivente, elas voltam a se reproduzir. Nós temos células imortais boas, as germinais, e desordenadas como as do câncer. Também há organismos como as hidras e as medusas, que são considerados biologicamente imortais. Estamos descobrindo cada vez mais organismos pequenos e simples que não degeneram. Quando as pessoas falam que é impossível ser imortal, falo que é possível, que já existem formas de vida na natureza que nunca morrem.

E como isso pode servir para o ser humano?

Pela primeira vez, estamos compreendendo isso. Depois do sequenciamento do genoma humano conseguimos entender, por exemplo, que o câncer é uma mutação para se manter jovem. Por isso, companhias de computação como a Microsoft anunciaram que vão curar o câncer. Não foi uma companhia médica ou farmacêutica que falou isso, mas a Microsoft, porque o câncer é um problema computacional, não um problema médico. Podemos encontrar as mutações que geraram o câncer e compará-las com as células não cancerosas. Outra coisa incrível é a descoberta, em 2006, de um cientista japonês da Universidade de Tóquio, chamado Shinya Yamanaka. Ele descobriu que células podem ser reprogramadas e que é possível modificar genes de uma célula velha e torná-la novamente jovem. Em 2012, ganhou o Prêmio Nobel. Graças a Yamanaka, sabemos que o envelhecimento é controlável e reversível. Isso já foi feito a nível celular. Agora os cientistas trabalham com os órgãos e com o corpo inteiro. Temos novas tecnologias e estamos entre a última geração humana mortal e a primeira geração imortal.

Qual é o papel da inteligência artificial contra a velhice?

O sequenciamento do genoma envolve três bilhões de bases nitrogenadas (adenina, timina, citosina e guanina), que não podemos compreender. A mente humana não consegue ver a diferença entre três bilhões de bases não mutantes e três bilhões mutantes. Nosso cérebro é limitado. E a inteligência artificial não tem esse problema. Por isso, ela será decisiva para a cura de muitas doenças e para a criação de novos tratamentos. Os tratamentos têm sido feitos em ratos, que, geneticamente, são 90% iguais aos humanos, mas só vivem dois anos, dois anos e meio. Agora temos espécimes que vivem cinco anos. Conseguimos duplicar a expectativa de vida dos ratos. E já temos conhecimento suficiente para usar isso experimentalmente com os humanos. A Food and Drugs Administration (FDA) aprovou nesse ano os primeiros tratamentos com drogas senolíticas para prolongar a vida. Os cientistas descobriram que as células não envelhecem igualmente. Há algumas células que envelhecem e não morrem, chamadas de células zumbis. Com o tratamento senolítico, é possível matar as zumbis, e as células-tronco que ainda estão no corpo geram novas células boas e jovens. É uma coisa que não conhecíamos e agora sabemos que é um caminho para prolongar a vida.

Mas há algumas complicações. Se todos se tornarem imortais, se criará uma superpopulação.

Essa era a armadilha malthusiana. As pessoas falam sempre que há superpopulação. Quando Thomas Malthus escreveu, há mais de dois séculos, que o mundo estava superpovoado, que havia muita gente, viviam na Terra menos de 1 bilhão de pessoas. A Inglaterra tinha 10 milhões de habitantes. Hoje, somente Londres possuí 12 milhões e a Inglaterra está com quase 70 milhões. A população de muitos países começou a diminuir. O caso mais terrível é o do Japão. A população do Japão decresce há mais de dez anos. Nesse ritmo, o país não mais existirá em dois séculos. Mas, como deixaremos de envelhecer, isso não irá acontecer. As pessoas não vão morrer a partir de 2045.

Por que 2045?

Muitas dessas projeções são do futurista Raymond Kurzweil. Ele fez previsões que utilizo no meu livro. Ele fala que no ano de 2045 o envelhecimento e a morte se tornarão opcionais. É a singularidade tecnológica, quando a inteligência artificial ultrapassará a inteligência humana. São extrapolações segundo a Lei de Moore, comparando os neurônios com os transístores. Em 2045 vamos chegar a uma inteligência artificial superior a todos os humanos juntos. Mas, antes, outra data importante é o ano de 2029, quando alcançaremos a velocidade de escape da longevidade. Isso é muito importante. Com o alcance da velocidade de escape para cada ano que vivermos, ganharemos um ano a mais. Atualmente, para cada ano que sobrevivemos, ganhamos quatro meses de vida. Não é suficiente. Kurzweil estima que a partir de 2029 passaremos a viver indefinidamente, mas ainda envelhecendo. E no ano de 2045 teremos as tecnologias de rejuvenescimento biológico com a reprogramação celular. Poderemos copiar nosso cérebro e transferi-lo para um computador. As tendências tecnológicas atuais não são lineares e sim exponenciais. Nas próximas duas décadas veremos tantas mudanças como nos últimos dois mil anos.

Não se corre o risco da imortalidade ser algo só para as elites?

Essa é uma das perguntas mais típicas. A primeira é a da superpopulação. A segunda é essa. Todas as tecnologias quando começam são caras e malucas. E quando se democratizam se tornam mais baratas e eficientes. Três exemplos. Os primeiros telefones celulares eram para ricos. Agora todo mundo tem um. O celular é uma máquina mais poderosa que o computador da missão Apolo. Outra coisa é o sequenciamento do genoma. O sequenciamento do primeiro genoma humano demorou treze anos para ser concluído e custou três bilhões de dólares. Hoje, pode ser feito por duzentos dólares em um dia. Em cinco anos, sequenciaremos o genoma por dez dólares em um minuto. O terceiro exemplo é a Aids, que era mortal e agora não é mais. Os primeiros tratamentos custavam milhões e hoje são baratos. Ninguém morre mais de Aids nos países desenvolvidos.

Um pobre indigente, por exemplo, pode não ter interesse em se tornar imortal. Para algumas pessoas, viver eternamente pode não ser um bom negócio.

Acho que a imortalidade será muito boa para todos, porque não se trata só de extensão da vida, mas também da expansão da vida. Aumentaremos a quantidade, mas também a qualidade de vida. Poderemos ver mais filmes, ler mais livros, aprender muitos idiomas novos. Há muitas coisas no mundo para aprendermos. As pessoas não têm tempo para fazer todas as coisas que gostariam. E, se vivermos mais, faremos muito mais. Na verdade, todos sairão ganhando.

As religiões sempre se ocuparam da vida depois da morte. Com a imortalidade as religiões deixarão de existir?

Sou muito atacado pela Opus Dei. Eles me detestam e têm uma campanha contra mim na Espanha. Chamaram-me de falso profeta, charlatão, para me desacreditar. Mas sei, como meus amigos cientistas, que estou do lado certo da história. É uma questão de tempo. O fim da morte implica a morte da religião, porque ela vive da pós-vida. O propósito das religiões é explicar o que acontece quando se morre. As religiões atuais vão desaparecer ou deveriam desaparecer.

Mas haverá pessoas que vão preferir morrer em nome da fé.

Haverá pessoas que vão ficar no passado, como os Amish hoje em dia, mas todas as religiões falam que seu objetivo é a vida eterna. No futuro próximo a vida eterna será aqui mesmo.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ

ADVERTENCIA

anuncie

MORRE JORGE FERNANDO AOS 64 ANOS NO RIO DE JANEIRO

diretor da TV Globo Jorge Fernando morreu aos 64 anos na noite deste domingo , dia 27 de outubro, no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela autora Glória Perez.

Segundo nota oficial divulgada pela unidade, o célebre diretor morreu após dar entrada na unidade no fim da tarde. A causa da morte foi uma “parada cardíaca em decorrência de uma dissecção de aorta completa.” Jorge era muito querido no meio e seu último trabalho foi a direção de “Verão 90”, no horário das 19h. Um sucesso de audiência, a novela marcou o seu retorno ao trabalho após sofrer um acidente vascular cerebral em janeiro de 2017.

Há 41 anos na TV Globo ele dirigiu novals como “Rainha da Sucata”, “Cambalacho”, “Que Rei Sou Eu”, “A próxima Vítima”, “Ti-Ti-Ti”, “Alma Gêmea” e “Eta Mundo Bom”. Ator, diretor, escritor e humorista, Jorge reformulou a forma de dirigir para televisão. Próximo do casting, ele era elogiado por ajudar os atores sem se colocar acima deles.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Yahoo Notícias

ADVERTENCIA

anuncie

PERNAMBUCO ELEGE OS SEIS NOVOS PATRIMÔNIOS VIVOS DO ESTADO. OURICURI TEM MESTRE APRÍGIO

O Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural elegeu seis novos Patrimônios Vivos de Pernambuco em uma reunião ordinária, realizada nesta quarta-feira, dia 10 de julho. São eles: Mestre Saúba (Brinquedos populares e mamulengos, de Jaboatão dos Guararapes), Maracatu de Baque Solto Cambinda Brasileira (Nazaré da Mata), Mestre Aprígio (artesão do couro, de Ouricuri), Mestre Nado (artesão de instrumentos musicais feitos de barro, de Olinda), Assis Calixto (mestre de coco, de Arcoverde) e Tribo Indígena Carijós do Recife (Caboclinho, do Recife).

Os vencedores passam a receber bolsa vitalícia de R$ 1.600, no caso de pessoa física, e R$ 3.200 no caso de grupos/pessoas jurídicas.
O Mestre Aprígio de Ouricuri em entrevista exclusiva, revelou ao repórter Emanoel Cordeiro a emoção e a satisfação em ser escolhido patrimônio vivo de Pernambuco e agradeceu aos que votaram e contribuíram para o feito, inclusive sua família e amigos de Ouricuri, a administração pública, em nome do atual gestor, Ricardo Ramos e ao coordenador de cultura do município Cezar Milton e a esposa Geruza, assim como o Frei França, (que já foi pároco de São Sebastião em Ouricuri e hoje está como membro da comissão que elegeu o mestre Aprígio, que nos revelou que continua na atividade mais já repassou os ensinamento para o seu filho Romildo. (Foto ao lado do pai e de Emanoel Cordeiro).
Entre as justificativas para as escolhas, o conselho ressaltou os saberes de cada mestre, a contribuição para a formação cultural dentro do seu território, o tempo de existência, histórico e questões como a regionalização. Os candidatos foram previamente inscritos no 14º Concurso do Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco – RPV-PE, Secult-PE) e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).
O objetivo do prêmio é reconhecer, estimular e proteger iniciativas que contribuem para o desenvolvimento sociocultural e profissional dos mestres e das mestras e grupos de notório saber, almejando a transmissão de seus conhecimentos e de suas técnicas para alunos ou aprendizes, através de programas de ensino e aprendizagem apoiados ou executados diretamente pela Secult-PE e Fundarpe.
“Com esses novos seis patrimônios, passamos a contar com 63 patrimônios vivos no estado”, avaliou o presidente da Fundarpe Marcelo Canuto. É sempre uma alegria reconhecer novos mestres e grupos que tanto contribuem para nossa cultura e, a partir do prêmio, passam a ser protegidos dentro do que executam, como também a ter o compromisso com a transmissão de seus saberes. Nas diversas ações que promovemos, os Patrimônios Vivos são uma presença constante, quase obrigatória, levando não apenas seu folguedo, mas também interagindo com novos públicos e ministrando aulas, participando de rodas de diálogo, dinamizando como nunca antes puderam fazer, a produção da sua arte.
CONHEÇA OS  ESCOLHIDOS:
José Aprigio Lopes – Mestre Aprigio
Ouricuri (Sertão do Araripe)
Artesanato em Couro
Nascido em Exu, terra de Luiz Gonzaga, no dia 25 de maio de 1941, José Aprígio Lopes, continua em plena atividade de artesão, no município de Ouricuri. Ele confecciona peças em couro e, sem nenhuma pretensão ou arrogância, conta que conhece bem o repertório de Luiz Gonzaga. Ele confeccionou a partir de 1955 os chapéus de couro usados por Luiz Gonzaga. “Meus chapéus serviram de coroa para os dois grandes reis que conheci, Luiz Gonzaga e Dominguinhos”, diz o Mestre Aprígio.
Foto: YouTube/Reprodução
Aguinaldo da Silva – Mestre Nado RECIFE
Produção de Instrumentos Musicais de Barro
Mestre Nado foi criado em meio ao universo do barro e deste se fez homem. A brincadeira com argila é desde a infância. Aos 10 anos passou a trabalhar como ajudante em uma olaria de quartinhas onde ficou até aos 17 anos. Esse é o local que lhe rende toda qualificação e experiência mas é em Tracunhahém que o mestre revela toda a força de sua cerâmica figurativa. Já morando em Caixa Dágua, periferia de Olinda, Mestre Nado passa a manter o Centro Cultural Som do Barro, local dedicado à construção de instrumentos musicais a partir do barro.
Mestre Nado. Foto Jan Ribeiro/Divulgação
Francisco de Assis Calixto Montenegro – Assis Calixto ARCOVERDE
Mestre Assis Calixto é natural de Sertânia, e reside em Arcoverde há 67 anos. O mestre é reconhecido no estado por suas composições e aglutina em seu currículo turnês nacionais e internacionais difundindo o samba de coco, dentro do grupo Coco Raízes de Arcoverde. As composições do mestre Assis Calixto retratam a vida do sertanejo, elementos da natureza e dos animais. O mestre também confecciona as tamancas de madeira utilizadas para dançar o coco, bastante difundidas pelos integrantes do coco Raízes, em suas apresentações.

Mestre Assis Calixto. Foto: Costa Neto/Divulgação

Tribo Indígena Carijós – Tribo Carijós do Recife

Região Metropolitana do Recife
Caboclinhos
A Tribo Indígena Carijós do Recife ou Caboclinho Carijós do Recife é a tribo mais antiga de
Pernambuco, com 122 anos de história dedicada a expressão cultural bem imaterial do Brasil. Ao longo do ano, a Tribo promove oficinas de fantasias, adereços, instrumentos musicais, ritmo e dança, além de rodas de diálogos sobre a cultura indígena e história do caboclinho como processo de transmissão dos saberes e fazeres ligados a esta manifestação cultural.

Pai Jeferson Nagô, de Caboclinhos Carijós do Recife. Foto Jan Ribeiro/Divulgação

José Antônio da Silva – Mestre Saúba

Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife)
Brinquedos Populares e Teatro de Bonecos
Mestre Sáuba tem uma longa vivência no fazer e criar brinquedos populares. Iniciou suasatividades aos 20 anos de idade, quando conheceu a cigana e artesã Maria do Socorro. A produção de brinquedos artesanais é uma prática na família do mestre: participam também seu irmão mais novo, filho e neta de sete anos. Todos participam do ofício do fazer borboletas, ratinhos, carrinhos, rói-rói e manés gostoso confeccionados com movimento e feitos em madeira de imbaúba.
Foto: Jan Ribeiro/Divulgação
Sociedade Maracatu de Baque Solto Cambinda Brasileira
Nazaré da Mata
Maracatu de Baque Solto
A história do Cambinda Brasileira começou no Engenho Cumbe. A dona da propriedade,
conhecida como Dona Rosinha, permitia que os trabalhadores “brincassem maracatu” no domingo de folga. Gostava de ver e pedia que eles se apresentassem na Casa Grande. Em 1918, Nazaré passou por um ano de crise. Sem ter o que comer, a alternativa era pescar. As tarrafas vinham cheias de cambinda e o peixe acabou dando nome ao maracatu. Primeiro se chamou Cambinda Nova e depois Cambinda Amorosa até Dona Rosinha sugerir homenagear o País, mudando para Cambinda Brasileira.“O primeiro dono do maracatu foi o trabalhador do engenho Severino Lotero. Depois ele não quis mais e passou para João Fulosino e em seguida para João Lauro até meu pai, João Padre, e minha mãe, Dona Joaninha, tomarem conta (em 1945). Quando morreu, ele deixou o maracatu pra mim e meus irmãos João e Antônio e disse que Zé de Carro seria o presidente e mestre caboclo e Dona Biu, a madrinha”, conta José Estevão da Silva (Zé Padre), lembrando do pedido do pai debaixo do pé de jaca. “Falar da história de Cambinda é falar da história do baque solto. É um maracatu de tradição, de peso, respeitado”, diz.
Maracatu Cambinda Brasileira. Foto: André Sampaio/Divulgação
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Folha PE
ADVERTENCIA

anuncie

MORRE VÍTIMA DE INFARTO, O JORNALISTA PAULO HENRIQUE AMORIM

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu, na madrugada desta quarta-feira, dia 10 de julho, aos 77 anos. O jornalista deixou o legado para a comunicação brasileira.

Amorim estava em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um infarto fulminante — informação confirmada pela mulher dele.

Na noite da terça-feira (9), o jornalista havia saído para jantar com amigos.

Paulo Henrique Amorim estava na Record TV desde 2003. Antes, passou por diversos jornais, revistas e emissoras de televisão do país.

Nascido em 22 de fevereiro de 1942, Paulo Henrique estreou no jornal A Noite, em 1961. Depois foi trabalhar em Nova York, como correspondente internacional da revista Realidade e, posteriormente, da revista Veja.

Na televisão, passou pela extinta TV Manchete e pela TV Globo, também como correspondente internacional em Nova York.

Em 1996, deixou a TV Globo e foi para a TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band e o programa Fogo Cruzado. Depois, foi para a TV Cultura.

Em 2003, foi contratado pela Record TV, onde apresentou o Jornal da Record segunda edição. No ano seguinte, ajudou a criar a revista eletrônica Tudo a Ver na emissora.

Em 2006, assumiu a apresentação do Domingo Espetacular, onde ficou até junho deste ano.

Amorim deixa uma filha e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.

Seu último emprego foi na TV Record, mas estava fora do ar desde o mês passado, quando foi afastado do programa Domingo Espetacular. O jornalista morreu de enfarte na capital fluminense.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/R7/Imagem G1

ADVERTENCIA

anuncie

ANIVERSARIANTE DO DIA, SR. DORGIVAL, 87 ANOS DE SERVIÇOS PRESTADOS EM OURICURI

PARABÉNS  DORGIVAL MEDEIROS, bastante conhecido em Ouricuri pelo cidadão que é e pelos serviços prestados.Dorgival Gomes de Medeiros, 87 anos, natural de Patos PB, foi Cabo do Exército Brasileiro, entre 1949 e 1952, após a saída da corporação, trabalhou na empresa Sambra, onde chegou ao cargo de gerente.

Em 1977,  chegou à cidade de Ouricuri, em 1983, foi convidado pelo então prefeito Bibi Coelho, para assumir a pasta de secretário de administração e finanças.

Também trabalhou nas gestões de Dario Peixoto, Biu Ramos, Chico Coelho e Ricardo Ramos em Ouricuri e com Geni Lemos durante 4 anos em Santa Filomena.

Hoje aposentado e destaque como o melhores secretários de administração de Ouricuri de todos os tempos, sendo inclusive condecorado com a medalha de honra ao mérito estadual, entregue pelo então governador Roberto Magalhães.

Dorgival também apaixonado por espotes, investiu no futebol, criando o time do Vasco da Gama em Ouricuri, que chegou a ser tri-campeão pelo município.

Além da vida profissional, também é querido no seio familiar e hoje é contemplado com 14 bisnetos, 25 netos, casado com a senhora Edimar, pessoa bastante respeitada e querida na cidade e pai de 13 filhos, dos quais 2 são falecidos.

Dentre os filhos vivos, está o Lenildo Medeiros, também conhecido como Lenildo de Dogival, ex candidato a deputado estadual.

Nesta data, os familiares e amigos o parabenizam por esta data especial, assim como os que fazem o Blog do Emanoel Cordeiro, o Radar de Notícias de Ouricuri. PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

ADVERTENCIA

anuncie

POLICIAL DA 9ª CIPM DE ARARIPINA É CAMPEÃO MUNDIAL DE JIU JITSU

O policial militar destacado na 9ª CIPM de Araripina, TERLIANO GAIA, sagrou-se campeão mundial de Jiu-jitsu em competição realizada nos dias 8 e 9 de junho na cidade de Feira de Santana-BA. Essa é a terceira vez que o atleta conquista o título na sua categoria.

De acordo com informações do professor e radialista do Sistema Beto Som, Nivaldo Vieira, em Julho, Terliano, disputará a 2ª Etapa do Campeonato Pernambuco de Jiu-Jitsu.

Caso vença a competição pernambucana sua categoria, em outubro o policial/Atleta disputará a Copa América, na Argentina.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Roberto Gonçalves

ADVERTENCIA

anuncie

MODELO QUE ACUSA NEYMAR DE ESTUPRO TEVE APARTAMENTO ARROMBADO, SEGUNDO ADVOGADA, PORÉM DONO DO PRÉDIO DIZ QUE NÃO HOUVE ISSO, É MENTIRA

A modelo Najila Trindade Mendes de Souza, que acusa Neymar de estupro, não vai depor nesta quinta-feira (6), como estava planejado. Segundo a advogada Yasmin Pastore Abdalla, a modelo está abalada por ter tido o apartamento arrombado na noite de quarta-feira (5). As informações são da revista QUEM.

“Najila teve seu apartamento arrombado na noite de ontem. Está muito abalada com as ameaças e prefere depor na manhã de sexta-feira”, disse a advogada.

Na noite de quarta-feira (5), a modelo participou de entrevista ao SBT e teve divulgado trecho do vídeo em que acusava o jogador de estupro e agressão. Najila, segundo o jornal Folha de S. Paulo, já faltou na delegacia em duas ocasiões nesta semana e não justificou as ausências.

DONO DO PRÉDIO NEGA ARROMBAMENTO

Um morador do prédio, que fica em Santo Amaro, bairro da zona sul paulistana, disse que foi ao local e não notou sinais de arrombamento, segundo O Globo.

“Isso é mentira! A empregada deixou a porta aberta de propósito e as câmeras de segurança pegaram. A polícia foi acionada e a empregada foi intimada a depor”, disse o proprietário do imóvel, que não se identificou por conta da exposição do caso. Segundo ele, a funcionário frequentemente deixa a porta aberta.

A informação do arrombamento foi dada nesta quinta-feira pela advogada Yasmin Abdala. Ela disse que Najila está recebendo ameaças e está muito abalada. Por conta do suposto incidente, ela não compareceu à delegacia para prestar depoimento sobre o caso de estupro que acusa o jogador Neymar.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ
ADVERTENCIA

anuncie

CANTOR DEVINHO NOVAES É ROUBADO DURANTE SHOW NA CIDADE DE IRECÊ NA BAHIA

O cantor Devinho Novaes foi furtado durante passagem pelo município de Irecê, no Centro-Norte Baiano, na madrugada deste sábado (4). Enquanto participava da festa Chopada Prime, que também contou com a participação da banda Parangolé, a bolsa do “Boyzinho” foi furtada do camarim. O próprio artista desabafou sobre o ocorrido nas redes sociais.

“Acabamos o show aqui em Irecê, minha bolsa foi levada do camarim com documentos, cartão, dinheiro e outras coisas pessoais. Estou aqui meio atordoado com as coisas que perdi hoje. Eu cantando no palco, do nada minha bolsa some do camarim…”, lamentou. Ainda nos relatos, ele pediu desculpas aos fãs que ficaram na porta esperando em vão para tirar foto. “Estava muito chateado”.

O evento Chopada Prime ocorreu no Hotel Fiesta da cidade. Em contato com o Bahia Notícias, a hospedaria informou que não é a responsável pelo evento, tendo cedido apenas o espaço. O BN também tentou contato com a organização da festa para entender o que houve, mas não obteve retorno até o fechamento da nota. Bahia Notícias.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ

ADVERTENCIA

anuncie

MORRE, AOS 86 ANOS, A ATRIZ SÔNIA GUEDES

A atriz Sônia Guedes morreu na noite desta segunda-feira, 3, aos 86 anos. Não foi informada a causa da morte. O sepultamento se dará em Paranapiacaba (SP), em horário ainda a ser definido.

Apesar de reconhecida por suas atuações na televisão (seu último trabalho na telinha foi na novela Chiquititas, do SBT, em 2013), ela construiu uma sólida carreira teatral. Como em um de seus primeiros trabalhos, na peça A Falecida, que Antunes Filho dirigiu em 1965. Ou em Medeia, na versão de 1970 dirigida por Silnei Siqueira. Participou ainda de Rasga Coração (1979), ao lado de Raul Cortez.

Nascida em Paranapiacaba em 1932, Sônia colaborou para a divulgação do teatro na região. Sua fase amadora começou quando estava com 14 anos, época em que fez teatro de rua. Em 1967, formou-se atriz pela Escola de Arte Dramática (EAD) e também em canto e piano pelo Conservatório Musical de Santo André.

Na televisão, fez pontas no programa infantil Vila Sésamo, em 1972, mas seu nome se consolidou em 1979, quando viveu Elza, a mãe da personagem vivida por Regina Duarte na revolucionária série Malu Mulher.

A atriz participou ainda de outras novelas como Razão de Viver (1983), no SBT, e Barriga de Aluguel (1990), na Globo. Ganhou destaque em Mulheres Apaixonadas (2003), de Manoel Carlos, na qual viveu dona Matilde, mãe do personagem de Jose Mayer, e em Coração de Estudante (2002), como Madalena.

No SBT, participou da onda de dramas mexicanos, como em Esmeralda (2004), folhetim na qual viveu Margarida, a babá que sofria com um drama pessoal por ter participado de uma troca de bebês.

A televisão, no entanto, não lhe permitiu mostrar a extensão de talento, o que continuou acontecendo no teatro, arte do qual participou até recentemente, como na divertida comédia A Última Sessão (2013), em que o ator, diretor e produtor Odilon Wagner prestou homenagem aos veteranos da cena brasileira – além de Sônia, estavam Etty Frazer, Silvio Zylber, Laura Cardoso, Nívea Maria, Miriam Mehler, Yunes Chami, Gabriela Rabelo e Gésio Amadeu.

“Perdemos hoje uma grande atriz: Sonia Guedes. Uma amiga que juntos começamos nossas carreiras. Juntos na EAD e depois no Grupo Teatro Cidade e em muitos espetáculos. Conquistou todos os prêmios no Teatro. O Teatro está de Luto”, lamentou-se o ator Antonio Petrin.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ

ADVERTENCIA

anuncie

ATRIZ GABI COSTA, DE ‘ÓRFÃOS DA TERRA’, MORRE AOS 33 ANOS

Atriz da Globo que atuava na novela ‘Órfãos da Terra’, Gabi Costa morreu na noite desse domingo, 02 de junho, aos 33 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Gabi foi encontrada desacordada em sua casa e levada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, porém, não resistiu.

“Infelizmente, confirmamos o falecimento da atriz Gabi Costa neste domingo, dia 2, decorrente de causa cardiorrespiratória. Consternada, a família agradece as manifestações de carinho e pede privacidade nesse momento de dor. Gabi Costa é doadora de orgãos e estará sempre viva em nossas lembranças e na memória daqueles que terão uma nova chance em seu gesto”, diz a nota divulgada pela assessoria da atriz, que na novela ‘Órfãos da Terra’, interpretava a personagem síria Nazira, mulher do médico Faruq, vivido por Eduardo Mossri.

A morte repercutiu nas redes sociais, com companheiros de profissão lamentando o ocorrido. “Meu Deus estou chocado e sem palavras… Ainda não estou acreditando”, postou o ex-BBB Kaysar Dadour no Instagram, com uma foto ao lado da atriz.

Camila Queiroz também se manifestou nas redes sociais, citando também a morte de Flora Diegues. “Não consigo acreditar. Gabi fez algumas participações na nossa novela e estava em Órfaos da Terra também. Tão nova. Nossa segunda perda de hoje. Gabi e Flora. Meus sentimentos”, escreveu.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ

ADVERTENCIA

anuncie