OURICURI RECEBE HOJE AÇÃO PARA TESTAGEM DE INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

Desde terça-feira, dia 02 de julho, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio do Programa Estadual de IST/Aids/Hepatites Virais, tem percorrido municípios do Sertão do Estado para ofertar testagem rápida para detecção de infecções sexualmente transmissíveis (IST). Após passar por Petrolina, nesta quarta-feira, HOJE, dia 03 de julho, é a vez de Ouricuri receber o ônibus do projeto Prevenção para Tod@s, que chega com uma equipe multiprofissional para atender cerca de 100 pessoas entre as 9h e as 15h. A ação, com testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, ocorrerá na Praça Voluntários da Pátria, Centro da cidade.

O atendimento dura, em média, 30 minutos, tempo pra fazer a testagem e para o aconselhamento sobre práticas sexuais saudáveis. Em caso positivo, o paciente é encaminhado para a rede de assistência. Importante ressaltar que todo o processo garante o sigilo do atendimento. No local, ainda serão entregues camisinhas e sachês de gel lubrificante.

Nesta primeira quinzena de julho, o projeto ainda passará por Salgueiro (04.07), Serra Talhada (05.07), Limoeiro (08.07), Palmares (10.07) e Caruaru (12.07), atendendo sempre das 9h às 15h (endereços abaixo). O projeto Prevenção para Tod@s é uma ação da SES-PE em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Entre janeiro e abril, a testagem foi levada para 21 municípios pernambucanos, beneficiando 1.995 usuários. Desse total, 11 tiveram resultados positivos para HIV, 189 para sífilis, 03 para hepatite B e 02 para hepatite C.

JORNADA – Além da testagem rápida das infecções sexualmente transmissíveis, a SES-PE fará uma Jornada de Hepatites Virais em todos os municípios visitados. O objetivo é capacitar os profissionais da Atenção Primária sobre o manejo clínico do paciente com hepatite, além de oficina sobre aconselhamento. A Jornada já faz parte da celebração do Dia Mundial de Luta contra as Hepatites, em 28 de julho.

DADOS

HEPATITE A – Em 2014, quando foi disponibilizada vacina contra a doença no SUS, Pernambuco confirmou 473 casos da enfermidade. Em 2016, o número caiu para foram 26. Em 2017 foram 22 e em 2018, 19.

HEPATITE B – Em 2016, Pernambuco confirmou 201 casos de hepatite B. Em 2017 foram 190 e em 2018, 217.

HEPATITE C – Em 2016, foram confirmados 205 casos da doença em Pernambuco. Em 2017 foram 235 e em 2018, 198.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

OURICURI, SANTA FILOMENA, IPUBI E MOREILÂNDIA RECEBERÃO PROFISSIONAIS DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS

A partir deste mês de junho, mais de 6 milhões de pessoas que vivem nas áreas mais vulneráveis do Brasil já poderão contar com reforço profissional do Programa Mais Médicos. O Ministério da Saúde publicou na quarta-feira, dia 19 de junho, o resultado final da 1ª fase dos médicos selecionados neste 18º ciclo do programa.

De acordo com as regras previstas no edital nº 11/2019, 1.975 profissionais foram selecionados para atuar na Atenção Primária das unidades de saúde de mais de mil municípios, localizados nos 26 estados, além de 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Esses profissionais devem se apresentar nos municípios entre os dias 24 e 28 de junho para o início das atividades de atendimento à população.

Os municípios contemplados neste edital do Mais Médicos são de áreas historicamente com maiores dificuldades de acesso – a exemplo das ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas – e que dependem do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Foram oferecidas aos médicos 2.149 vagas, conforme indicação dos gestores locais sobre a quantidade necessária de profissionais para atendimento em suas unidades de saúde.

Esta primeira fase do 18º ciclo do programa priorizou a participação de profissionais formados e habilitados com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Brasil. Além disso, para garantir a imparcialidade na escolha de médicos qualificados, preferencialmente com perfil de atendimento para a Atenção Primária, o Ministério da Saúde estabeleceu critérios de classificação, como títulos de Especialista e/ou Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade.

Região do Araripe / Cidades e vagas

IPUBI 1
MOREILANDIA 1
OURICURI 5
SANTA FILOMENA 1

Para acessar a lista dos municípios contemplados pelo programa Mais Médicos, clique aqui.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Charles Araújo/Cariri Filho

PREFEITO ENTREGA NOVA UBS COM NOVOS EQUIPAMENTOS E GABINETE ODONTOLÓGICO NO BAIRRO SANTA MARIA EM OURICURI

A Prefeitura de Ouricuri, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, inaugurou na manhã da última sexta-feira dia 14 de junho,  a ampla reforma da Unidade Básica de Saúde dos bairros Santa Maria I e II, uma homenagem em memoria da agente de saúde, Francisca Lima Rodrigues, (ICA).

A reforma é uma ação que visa oferecer uma saúde pública de qualidade aos moradores das comunidades adjacentes, por contar com ampla estrutura, novos equipamentos, mais espaço físico, gabinete odontológico e melhor localização.Se fizeram presentes, o prefeito Ricardo Ramos, Secretários Gardielle Andrade (Saúde), Avelar Antonio, (Transportes), Karol Barros (Assistência Social/Primeira Dama), Geovana Melo (Finanças) e Ideval Alves (Agricultura), Wedson Ferreira coordenador dos PSFs rural, Valmeiry coordenadora da saúde da mulher, Shainara, afilhada da homenageada, Jocélio Amorim, do setor de licitações da PMO, além do vereador Ananias de Santa Rita, esteve presente. A população também compareceu ao momento de entrega do novo equipamento de saúde totalmente reformado e modernizado.A Secretária Municipal de Saúde, Gardielle Andrade, em seu discurso destaca que os avanços na área de saúde são constantes. A gestão Municipal sempre buscando por melhorias nos serviços de saúde para a população ouricuriense. “A reestruturação das unidades de saúde é um fator importante, principalmente, para o acolhimento e maior acesso da população”, acrescentou.O Prefeito Ricardo Ramos, acrescenta que investir na Saúde é uma atitude de oferecer melhor qualidade de vida à população de Ouricuri. As UBSs são essenciais para que a família receba uma saúde pública de qualidade. “Os moradores das Comunidades do Santa Maria I e II, merecem esse local reformado para recebê-los de forma digna e humana. Investimentos na área da saúde vêm sendo uma das prioridades de nossa gestão, “Construção, reforma e ampliação das unidades básicas de saúde no município faz parte do Plano Estratégico da gestão municipal, cujo objetivo e proporcionar melhorias nas condições de trabalho e atendimento à população que busca na atenção básica, soluções para os mais diversos problemas de saúde”, destacou Ricardo.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Ascom PMO

MULHER DE OURICURI VIVE EM SITUAÇÃO DE MISÉRIA EM TÚNEL NA IMBIRIBEIRA NO RECIFE E PRECISA DE AJUDA URGENTE

Tia fala pouco. Assim como pouco é tudo ao seu redor. Quando tinha saúde, frequentava a rua, conversava com alguns vizinhos. Depois do AVC, ficou refém da cama e da boa vontade alheia. Se come, é porque a única amiga, Cida, lhe leva o café da manhã, o almoço e o jantar. Tia é como lhe conhecem, mas diz se chamar Maria de Lurdes Ferreira da Silva, nascida em 2 de fevereiro de 1949. Não tem documentos para comprovar as informações. Até prova em contrário, é como se não existisse no mundo. É quase isso mesmo.

Para chegar à “casa” de Tia, é preciso abaixar a cabeça e parte do corpo. Enfrentar lama e muito lixo no caminho. Tem também a escuridão e os animais. Pela manhã, muitos gatos, de todos os tamanhos e cores. À noite, os ratos, as baratas e as muriçocas. Tia habita um vão do Túnel Augusto Lucena, sob o Viaduto Tancredo Neves, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O espaço tem 1,90 m de altura, 12 m de comprimento e três metros de largura. É ocupado por duas camas, sendo uma de casal e uma de solteiro, além de uma caixa de isopor – onde estão as roupas de Tia – uma pequena mesa de plástico sobre um tapete velho e fogões, muitos fogões velhos e inutilizados.Quando a madrugada chega, os vizinhos moradores da Fazendinha, favela da vizinhança, escutam os gritos de Tia. Seriam pedidos de socorro, contam. Ela mora sozinha. A filha vive numa comunidade próxima e foi convocada por Aparecida Alves, 54, a Cida, a dar banho na mãe todos os dias. A relação é difícil. E Tia segue dependendo dos outros para tudo.

A única amiga conta que Tia tinha um marido e vivia na Rua Alameda das Hortênsias, no bairro do Coqueiral, no Recife. O homem, um aposentado, morreu e ela teria ficado sem assistência. “Tia não ficou com a aposentadoria do companheiro porque entregou os documentos para um homem que prometeu resolver o dinheiro para ela e nunca mais voltou”, contou Cida.

Há dez anos, Tia passou a ocupar o vão. Antes do AVC, limpava e arrumava o espaço com prazer. Agora, não tem condições de cuidar do que convém chamar de lar. Um televisão quebra o silêncio, a solidão e a escuridão do pequeno espaço. Tia precisa usar fraldas descartáveis diariamente. O vão, obviamente, também não conta com banheiro. Não foi projetado para moradia. Não é lugar para um ser humano ficar. Ainda mais quando se trata de alguém doente.

Chegamos à história de Tia através da defensora pública Lêda Pessoa, coordenadora de Defesa dos Direitos da Minoria. Em fevereiro, ela recebeu a informação de que uma mulher que sofrera um AVC estava vivendo em condições degradantes e, inclusive, sem documentos. “Ela disse ser natural de Ouricuri e comecei a procurar a certidão de nascimento dela por lá. O cartório, no entanto, respondeu que havia passado por um incêndio em 1987 e perdido tudo”, contou Leda. O próximo passo da defensora pública foi procurar o Instituto Tavares Buril (ITB) para certificar-se se Tia já teve algum registro na instituição. A resposta, no entanto, ainda não foi dada. “Com a documentação, poderemos entrar com pedido do benefício de prestação continuada e ela pode ser encaminhada para um lugar melhor”, pontuou Leda.

A mobilização da defensora pública chegou também a uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde, que já esteve no local para verificar o estado de saúde de Tia. “Estamos lutando para ela ser atendida o mais rápido possível em um hospital. Ela corre sérios riscos vivendo aqui com sequelas de um AVC.” A história de Tia fala sobre ausência de direitos e de humanidade. Mas também conta muito sobre o poder emanado de uma mobilização pelo outro.
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Matéria extraída do Jornal Diário de PE

IX GERES REALIZA FÓRUM PERINATAL PARA DISCUTIR REDUÇÃO DA MORTALIDADE INFANTIL NO SERTÃO DO ARARIPE

A IX Regional de Saúde realizou nessa terça-feira, dia 04 de junho, em Ouricuri, o II Fórum Perinatal para discutir a redução da mortalidade infantil e materna na região. O encontro aconteceu no auditório da regional de saúde com membros de todos os municípios pertencentes a IX Geres, além do Fórum de mulheres do Araripe e sindicato de agentes de saúde dentre outras entidades de área.

137 pessoas participaram do evento que contou com palestras, apresentações de dados e demonstrativos voltados para a redução da mortalidade materna e infantil com a finalidade de garantir atenção integral e de qualidade, com o tema  “Mobilização pela Redução da Mortalidade Materno-infantil”.

Joelma Rodrigues, gerente da IX Geres, falou da importância do evento para a região  “Sabemos que a redução da mortalidade materna e infantil no Brasil é ainda um desafio para os serviços de saúde e a sociedade como um todo. A redução da mortalidade materna e infantil não é possível sem a identificação e combate de suas causas, por isso estamos abordando a importância de um trabalho preventivo, e com muito esforço, vamos implantar esse trabalho que venha apresentar bons resultados”. Afirmou Joelma.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Francisco Monteiro

MUNICÍPIO INVESTIGA DENUNCIA DE SUSPEITA DE SURTO DE CAXUMBA EM OURICURI

Várias pessoas procuraram as unidades de saúde em Ouricuri com sintomas de caxumba e denunciando um possível surto de Caxumba (Papeira) em vários bairro da cidade, o fato foi comunicado a secretaria de saúde e ao setor de imunização.

Caxumba é uma doença infecciosa causada por um vírus da família dos Paramyxovirus, que provoca inflamação não só nas glândulas parótidas, mas também nas glândulas submaxilares e sublinguais. Na maior parte das vezes, a infecção se manifesta na infância, nos meses de inverno e no começo da primavera.

Nossa reportagem conversou com a coordenadora municipal do PIN Jacilene Matos que falou sobre as ações tomadas pelo município para investigar e conter o possível surto, confira:

SAIBA MAIS SOBRE CAXUMBA, SINTOMAS, TRANSMISSÃO E PREVENÇÃO:

Sintomas

caxumba, também chamada de papeira ou parotidite, tem um período de incubação de duas ou três semanas. Seus primeiros sintomas são febre, calafrios, dores de cabeça, musculares e ao mastigar ou engolir, além de fraqueza. Uma das principais características da doença é o aumento das glândulas salivares próximas aos ouvidos, que fazem o rosto inchar. Nos casos graves, a caxumba pode causar surdez, meningite e, raramente, levar à morte. Após a puberdade, pode causar inflamação e inchaço doloroso dos testículos (orquite) nos homens ou dos ovários (ooforite) nas mulheres e levar à esterilidade. Por isso, é necessário redobrar a atenção nestes casos e ter acompanhamento médico.

Transmissão

Altamente contagiosa, a caxumba é causada pelo vírus Paramyxovirus, transmitido por contato direto com gotículas de saliva ou perdigotos de pessoas infectadas. Costumam ocorrer surtos da doença no inverno e na primavera e as crianças são as mais atingidas.

Prevenção

A melhor maneira de evitar a caxumba é através da vacinação aos 12 e 15 meses de vida. Caso uma pessoa seja afetada, ela não deve comparecer à escola ou ao trabalho durante nove dias após início da doença. É preciso, ainda, desinfectar os objetos contaminados como secreções do nariz, da boca e da garganta do enfermo. A vacinação de bloqueio é recomendada para quem manteve contato direto com pessoas doentes.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

UBS JOSÉ PIMENTEL EM OURICURI REALIZA OFICINA SOBRE RELAÇÕES INTERPESSOAIS PARA MELHOR ATENDIMENTO AOS SEUS PACIENTES

Na última quinta-feira, 30 de maio, a psicóloga Mariana Aires, integrante da equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família, órgão vinculado ao poder público municipal, ministrou oficinas e conversas acerca do tema Relações Interpessoais para Melhor Atendimento.

No evento foi abordada a importância de demonstrar empatia, humildade e compreensão ao próximo, especialmente no ambiente de maior convivência, para um melhor desempenho pessoal e profissional.

A equipe da UBS Jose Pimentel, já é conhecida por seu bom atendimento, mas reconhece a importância de sempre buscar melhorias e relacionamento com o público usuário.

Regada de palestras e dinâmicas, houve uma grande interação e participação dos funcionários da unidade, que aprovaram a ideia e já foram contemplados com um replay da oficina, com um novo tema, porém com o mesmo objetivo.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

COMANDANTE GERAL DA PM INCENTIVA TROPA A TOMAREM A VACINA CONTRA A GRIPE EM PERNAMBUCO

O comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco, o Cel. Vanildo Maranhão, por meio de um vídeo, incentiva e convoca toda a corporação para que façam adesão à vacina contra a gripe.

Segundo o comandante, a atividade policial é de risco e não se deve relaxar e ficar exposto ao perigo.

Vale salientar que o hoje, comandante geral da Polícia Militar, já comandou o 7º BPM de Ouricuri.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias – SDS – PE

PROGRAMA PRETENDE AMPLIAR SERVIÇOS E HORÁRIOS DE POSTOS DE SAÚDE

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anuncia novo programa para ampliar o atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) no país.

O Ministério da Saúde pretende ampliar os serviços e os horários de atendimento das unidades de saúde da família (USFs). Por meio do programa Saúde na Hora, anunciado nestaquinta-feira, dia 16 de maio, a ideia é disponibilizar mais recursos para prefeituras que, em contrapartida, devem cumprir requisitos como abrir as unidades de saúde no horário de almoço, à noite e nos finais de semana, bem como manter prontuários eletrônicos atualizados.

Esse programa inicia a reorganização da atenção primária [à saúde]. Ele tem um olhar que facilita para que o gestor municipal possa reorganizar o horário de funcionamento e o número de equipes e os critérios mínimos de atendimento de suas unidades, priorizando a gestante, a vacinação, e dando, às USFs utilização, uma vez que são prédios públicos que ficavam abertos somente das 7 às 11h e das 13 às 17h”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, hoje (16) ao anunciar o programa.

Dessa forma, o governo pretende auxiliar os gestores municipais a reorganizarem o formato dessas unidades que, atualmente, é de 40 horas semanais. “Acrescentamos os [formatos] de 60 e 75 horas semanais. Isso descomprimirá a porta de urgência das unidades de pronto atendimento e dos prontos-socorros”, acrescentou.

As unidades terão, também, de ampliar a oferta de serviços à população. Entre os serviços a serem prestados estão o de acolhimento com classificação de risco; consultas médicas e de enfermagem nos três turnos; consultas de pré-natal; oferta de vacinação; coleta de exames laboratoriais; rastreamento de recém-nascidos, gestação e de doenças sexualmente transmissíveis; e pequenos procedimentos injetáveis, curativos, além de pequenas cirurgias e suturas.

Para aderir ao horário estendido, as unidades deverão atender à alguns requisitos, como manter a composição mínima das equipes de Saúde da Família – com médico, enfermeiro e auxiliar de enfermagem – sem reduzir o número de equipes que já atuam no município.

A UBS também deve funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. A unidade também deve priorizar uma parte da agenda para atendimentos espontâneos, ou seja, sem a necessidade de marcar consulta com antecedência. Além disso, a unidade também deve ter o prontuário eletrônico implantado e atualizado.

De acordo com levantamento apresentado pelo ministro, 336 USFs já funcionam em horário ampliado; e 2.289, localizadas em 400 municípios, já estão aptas a participar do programa. A essas cidades basta enviar proposta ao Ministério da Saúde por meio do sistema E-Gestor. A proposta deverá informar quais unidades pretendem adaptar ao novo modelo.

Segundo o Ministério da Saúde, há, no país, 42 mil postos de saúde. A maioria funciona no regime de 40 horas semanais.

Mais recursos

O incremento nos repasses dependerá da quantidade de equipes e do modelo de ampliação de cada unidade.

As USFs que ampliarem de 40 para 60 horas, sem atendimento odontológico, receberão um incentivo de adesão de R$ 22,8 mil. Caso tenham atendimento de saúde bucal, o incentivo sobe para R$ 31,7 mil. Já as unidades que atendem pelo período de 75 horas semanais e fazem atendimento de saúde bucal receberão um incentivo de adesão de R$ 60 mil. Quanto ao financiamento das USFs, os repasses terão aumentos que variam de 106,7% a 122%.

A previsão é de que, em 2019, o programa represente um aumento de R$ 150 milhões no orçamento das unidades, para atender cerca de 1 mil unidades – número que, segundo o ministro, pode ser ampliado para 1,3 mil em 2020; 1,7 mil em 2021; e 2 mil em 2022.

A portaria que institui o programa foi assinada durante a cerimônia de ontem e deve ser publicada no Diário Oficial da União desa sexta-feira, dia 17.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ

SECRETARIA DE SAÚDE DE PE ABRE SELEÇÃO PARA GERENTES REGIONAIS COM VAGAS PARA OURICURI E OUTRAS CIDADES DO SERTÃO

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) abriu seleção pública simplificada para o cargo comissionado de gerente para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). O edital foi publicado ontem (7) no Diário Oficial e as inscrições seguem até o dia 24/05 na sede da SES, no Bongi, nas sedes das Geres ou pelo e-mail: selecaogerentedegeres@gmail.com. Os profissionais serão selecionados para atuação durante o período de dois anos. A remuneração é de R$ 5.647,75. Caso os profissionais selecionados já sejam servidores do Estado, a remuneração é de R$ 4.518,20, referente à representação do cargo de gerente, além do salário-base.

As Geres são unidades administrativas da Secretaria Estadual de Saúde e foram criadas para atender as especificidades de cada região do Estado. O gerente atua planejando, organizando e coordenando as ações de saúde no âmbito regional, apoiando os municípios da sua área para que haja o fortalecimento das políticas públicas no Estado. As sedes das Geres são nos municípios de Recife, Limoeiro, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina, Ouricuri, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Goiana. Cada uma das 12 Gerências fica responsável por um determinado número de municípios pernambucano, totalizando todos os 184, mais Fernando de Noronha.

Critérios

Os profissionais interessados precisam ter diploma de nível superior; atuação comprovada de, no mínimo, três anos no Sistema Único de Saúde (SUS); e ter ocupado cargo de gestão na área de saúde, no setor público ou privado, por, no mínimo, quatro anos. No ato da inscrição, todos deverão apresentar um plano de gestão para a sua Regional.

O processo seletivo contará com duas etapas. A primeira será por meio de análise curricular e do plano de gestão. O resultado preliminar sairá em 29/05. Os recursos poderão ser impetrados nos dias 30/05, 31/05 e 03/06. O resultado dos recursos e do chamamento para a segunda etapa, por meio de entrevista, sairá em 06/06. As entrevistas serão entre 10/06 e 14/06 – nessa etapa, serão chamados os três primeiros lugares para cada Geres. O resultado final sairá em 20/06. Mais informações estão disponíveis no edital publicado no Diário Oficial, que também está disponível no portal.saude.pe.gov.br.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/SES -Secretaria Estadual de Saúde

SECRETARIA DE SAÚDE DE OURICURI EMITE NOTA SOBRE DENUNCIA DE USUÁRIA DE UBS QUE SE DIZ DISCRIMINADA

Após tomar conhecimento da DENÚNCIA da senhora FRANCISCA NUNES DA SILVA, a secretaria de saúde do município enviou uma note assinada pela secretária GARDIELLE ANDRADE, na qual diz não haver inícios suficientes para confirmação da denúncia, contudo diz que continuará a investigar o caso.

A secretária em nota afirma ainda que prestará assistência a usuária denunciante.

CONFIRA NA ÍNTEGRA A NOTA ENVIADA À NOSSA REDAÇÃO:ENTENDA A DENÚNCIA:

A senhora Francisca Nunes da Silva que reside na rua João Castor Sobrinho, 39, bairro Canacui em Ouricuri, procurou na data de ontem, 02 de maio, e denunciou à nossa reportagem que recebeu por duas vezes uma escrita no verso do seu encaminhamento médico um relato desejando não atendê-la.

OUÇA A DENUNCIANTE:

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

AGENTES DE SAÚDE DE OURICURI REIVINDICAM DA GESTÃO REAJUSTE SALARIAL PARA CATEGORIA

Após participar do programa jornalístico Tribuna Livre da rádio Grande Serra FM, comentando o reajuste dos servidores municipais,  a presidente do ACSs – Agentes Comunitários de Saúde de Ouricuri, ROMÉRIA RODRIGUES, mostra que sua categoria não foi beneficiada.

Em artigo enviado à nossa redação, ela expõe seu ponto de vista sobre a proposta do município não contempla a classe de agentes de saúde e endemias. Confira o artigo enviado:

“[14:18, 18/4/2019] ROMÉRIA PRESID ACS: Agentes de saúde de Ouricuri reivindica da gestão o reajuste salarial pra categoria. Pois os mesmos si sentem indignado com a exclusão da categoria não são reconhecidos como servidor público do município de Ouricuri. Vamos a luta más não abrimos mão reajuste já de 2% independente do limite pessoal baixar ou não. Assim fica garantido a categoria já sofre com a perda do reajuste de 1.81% de 2018 sendo que foi aprovado e sancionado mas não foi incluído em janeiro quando foi fixado o piso. portanto não podemos aceitar essa situação desastrosa com os profissionais que são muito importantes onde o dinheiro da saúde que entra no cofre público através da produção dos ACS, somos nós que damos sustentação a verba que entra da saúde no município e porque o município de Ouricuri não reconhece essa categoria negando um pequeno reajuste de 22 reais pra cada profissional, sem falar que já tem um ano que os mesmos vem cobrando materiais de trabalho e qualidade na saúde pública atenção também a assistência a população que precisa do SUS.

A presidente continua no artigo denunciando que os profissionais ainda não tiveram acesso aos materiais e cotas de exames precários e a farmácia básica do município faltando medicamentos.

Com a palavra a autoridade ou órgão competente para que possa se pronunciar sobre o assunto. Espaço aberto.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

OURICURI REALIZA HOJE A 8ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Com o tema “Fortalecendo a Democracia e Garantindo Direitos”, acontece nesta quinta-feira, 04 de abril, no salão paroquial São Sebastião em Ouricuri a 8ª Conferencia Municipal de Saúde do município com uma vasta participação de usuários e profissionais da saúde.

Devido a grande quantidade de pessoas se inscrevendo no evento,houve um certo atraso no início dos trabalhos, sendo iniciado por volta das 9 horas e 30 minutos, quando a mesa foi composta pela secretária de saúde Gardiele Andrade, Ednaldo Coriolano, coordenador do evento, a vice-prefeita Gildevânia Melo, a secretária de Ação Social Karol Barros, Thiago Magalhães, coordenador da Polícia Científica, Dra. Glória Beatriz, gerente do Hospital Regional Fernando Bezerra, além do representante dos usuários dos SUS, Raimundo Severo, dentre outras autoridades.

Na plateia, servidores e usuários da saúde municipal e estadual, além representantes da sociedade, sindicatos e membros da prefeitura participam do evento que consta de leitura do regimento, palestras, trabalhos em grupos sobre os temas abordados e apresentação com conclusão desses trabalhos ao final do dia.

Segundo a secretária Gardiele Andrade, o grande número de participantes e a demora na inscrição gerou um atraso de cerca de 1 hora, porém os trabalhos estão acelerados e antes das 17:30, deve se encerrar o evento, que além dos encaminhamentos, serão eleitos delegados para participar da conferência estadual e posteriormente, a federal, que deverá ter delegados de Ouricuri.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

PREFEITO DE OURICURI AO LADO DE TADEU ALENCAR ENTREGA MICRO ÔNIBUS 0KM PARA O TFD

Na manhã desta sexta-feira (29) o Prefeito de Ouricuri Ricardo Ramos, a Vice-Prefeita Gildevânia Melo, Vereadores e Secretários de Governo entregaram à população ouricuriense o tão sonhado Micro Ônibus 0km para uso exclusivo dos pacientes que fazem Tratamento Fora de Domicílio, o chamado TFD. Novo veículo oferecerá mais conforto a quem precisar realizar tratamentos nas grandes cidades.

O Deputado Tadeu Alencar que destinou emendas parlamentares para a aquisição do novo veículo também esteve presente. “Ouricuri realiza hoje um grande sonho. Muitos municípios sonham em ter um veículo próprio para o TFD, que ofereça mais conforto e segurança aos pacientes, mas aqui em Ouricuri agora é realidade!” revelou o parlamentar.

A entrega faz parte do Programa Obra da Semana, um marco na Gestão Municipal que tem trazido desenvolvimento aos quatro cantos de Ouricuri. Segundo a Secretária Municipal de Saúde Gardielle Andrade, “Esta é uma das maiores e mais importantes ações que a gestão fez dentro do programa.

Em discurso, Ricardo Ramos ressaltou a parceria que tem com o Deputado Tadeu Alencar e do compromisso que assumiu em trazer benefícios para o município. “Graças ao apoio do Deputado Tadeu Alencar, hoje Ouricuri realiza mais um grande sonho. O novo micro ônibus para o TFD vai acabar de vez por todas com o desconforto de quem já sofre tendo que fazer tratamentos nos grandes centros urbanos. Agora a realidade será diferente”, pontuou Ricardo.

Nas redes sociais, a população parabenizou e reconheceu os esforços da gestão municipal. “Parabéns Prefeito Ricardo por muito trabalho realizado. Você está de parabéns”, escreveu Luciene Alves. “Obrigada Prefeito. Obrigada Deputado Tadeu Alencar”, comentou Everane Alencar.

Da Assessoria de Comunicação
Fotos: Hércules Félix | ASCOM

SECRETÁRIA DE SAÚDE DE OURICURI COMENTA SOBRE RECLAMAÇÃO DE FALTA DE MÉDICO NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO

Durante o evento de entrega de um micro-ônibus ao TFD – Tratameto Fora de Domicílio em Ouricuri, a nossa reportagem, baseada na denuncia do ouvinte Vandeilson Pereira de Oliveira, 38 aos, que é mototaxista e reside no sitio Cova do Anjo, zona rural de Ouricuri, reclamou sobre a falta de médico naquela localidade.

Questionada pela reportagem do Tribuna Livre da Grande Serra FM, a secretária Gardiele Andrade comentou o assunto, quando disse que há um grande esforço da secretaria e do gestor municipal para sanar o problema, a questão seria a falta de profissionais disponíveis para cumprir o TAC e cumprir expediente de 8 horas nas unidades de saúde,confira:

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro/Radar de Notícias – Rádio Grande Serra FM Ouricuri