PADRE MORRE NO RECIFE VÍTIMA DA COVID-19

Um padre morreu em Recife neste sábado, dia 04 de abril, com suspeita de ter contraído a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O sacerdote ROBERTO CARLOS VIEIRA NUNES, 54 anos, natural do Rio Grande do Norte, estava internado no Hospital Dom Helder Câmara, na capital pernambucana.

Nascido em Luis Gomes-RN em 2 de abril de 1966, padre ROBERTO CARLOS VIEIRA NUNES tem relevantes serviços prestados à Igreja Católica Apostólica Romana. Passou pelos municípios de Vitória de Santo Antão-PE, Campos Sales-CE, Itagimirim-BA e Caruaru-PE, até chegar a Recife. Atualmente não desempenhava atividades pastorais, mas continuava celebrando em Recife.

No sepultamento solitário, apenas uma pessoa acompanhou, como é recomendado nesse tempo de pandemia.A prefeitura da cidade do Recife, emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do padre, veja:

 

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro -Radar de Notícias

ADVERTENCIA

anuncie

PERNAMBUCO TEM MAIS 4 MORTES E 40 NOVOS CASOS DE CORONAVÍRUS

Pernambuco registrou mais quatro mortes de pacientes com coronavírus (Sars-Cov-2), neste sábado (4). Com isso, subiu para 14 o número de óbitos de pessoas com a Covid-19, doença causada pelo novo vírus. Além disso, houve 40 novos casos confirmados, totalizando 176. Foi o maior aumento em 24 horas, desde os dois primeiros pacientes, no dia 12 de março. Houve, ainda, seis novos pacientes curados, resultando em 23 recuperações (veja vídeo acima).

Os 40 novos casos são de pacientes entre 21 e 95 anos, sendo 22 mulheres e 18 homens. Das quatro mortes, três são homens, de 65, 71 e 74 anos. Também morreu uma mulher de 95 anos de idade. Todos moravam no Recife. A mulher tinha fibrose cística e morreu na quinta-feira (2), em uma unidade privada da capital pernambucana.

O homem de 65 anos era ex-fumante e morreu na sexta-feira (3), no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Centro do Recife. Enquanto o de 71 tinha cardiopatia, era diabético e hipertenso. Ele morreu na 31, em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Já o idoso de 74 anos tinha doença cardiovascular crônica e morreu na terça-feira (31), em uma Upinha.

Na sexta-feira (4), houve 30 novos casos de coronavírus e, até então, tinha sido o maior aumento em um dia. Uma dos resultados positivos para o Sars-Cov-2 foi o de um bebê de 1 mês de idade.
Veja histórico da Covid-19 em Pernambuco
Há confirmações e registros de óbitos e pacientes curados
PacientesPacientes curadosCasos confirmadosÓbitos12/0313/0314/0315/0316/0317/0318/0319/0320/0321/0322/0323/0324/0325/0326/0327/0328/0329/0330/0331/031º/0402/0403/0404/04050100150200

04/04
● Óbitos: 14
Fonte: Secretaria Estadual de Saúde

Atualmente, há 52 pacientes internados, sendo 18 em Unidades de Terapia Intensiva e 34 em leitos de isolamento. Outros 87 estão em isolamento domiciliar.

Até a sexta-feira, a SES havia divulgado a morte de, ao menos, duas pessoas com menos de 60 anos de idade. A primeira foi uma mulher de 37 anos, com histórico de problemas cardíacos. A segunda foi uma paciente de 51 anos, fumante, que tinha histórico de problemas respiratórios.

Há casos confirmados em 14 cidades pernambucanas, além do arquipélago de Fernando de Noronha, que teve dois novos casos, totalizando sete. Também há casos confirmados de Covid-19 de pacientes que moram em outros estados e países, mas que passaram por Pernambuco.

Cidades pernambucanas com casos confirmados

Mortes por coronavírus no estado

  1. Homem de 85 anos morador do Recife. Ele tinha histórico de diabetes, hipertensão e cardiopatia isquêmica
  2. Homem de 69 anos que morava no Recife. Ele era hipertenso e tinha histórico de viagem para Portugal e Itália
  3. Turista canadense de 79 anos que estava no navio retido por 14 dias no Porto do Recife
  4. Homem de 82 anos que morava no Recife. Era diabético, hipertenso e tinha histórico de infecção do trato respiratório
  5. Mulher de 69 anos, moradora do Recife. Ela tinha leucemia
  6. Homem de 62 anos, morador de Goiana, internado no Recife. Ele tinha diabetes e hipertensão
  7. Homem de 64 anos, morador do Recife. Ele tinha diabetes e hipertensão e passou por transplante renal há dez anos
  8. Homem de 81 anos, morador de Olinda. Ele tinha doença de Parkinson
  9. Mulher de 37 anos, moradora do Recife. Ela tinha problemas cardíacos
  10. Mulher de 51 anos, moradora do Cabo de Santo Agostinho. Ela era fumante e tinha problemas respiratórios
  11. Homem de 65 anos, morador do Recife. Ele era ex-fumante
  12. Homem de 71 anos, morador do Recife. Ele tinha cardiopatia, era diabético e hipertenso.
  13. Homem de 74 anos, morador do Recife. Ele tinha doença cardiovascular crônica
  14. Mulher de 95 anos, moradora do Recife. Ela tinha fibrose cística

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1 PE

ADVERTENCIA

anuncie

SECRETARIA DE SAÚDE DE IPUBI DIVULGA CURA CLÍNICA DA PRIMEIRA PESSOA DIAGNOSTICADA COM A COVID-19

A Secretaria de Saúde de Ipubi divulgou nessa sexta-feira, dia 03 de abril, a cura clínica da primeira pessoa diagnosticada com a Covid-19 no município. O paciente de 47 anos já recebeu alta do Hospital Regional de Ouricuri e retornou para casa.

Agora o município registra um caso recuperado, um em investigação e um descartado. A prefeitura segue com esforços para prevenir e combater a doença provocada pelo novo coronavírus. Entre as ações está a compra de 300 testes rápidos da Covid-19.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Ascom

ADVERTENCIA

anuncie

PRIMEIRA PACIENTE DIAGNOSTICADA COM CORONAVÍRUS EM PETROLINA TEM CURA CLÍNICA

A primeira paciente diagnosticada em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, com o novo coronavírus teve a cura clínica anunciada no final da noite da quinta-feira, dia 2 de abril, pela prefeitura. A mulher, de 70 anos, chegou ao município de uma viagem ao exterior no dia 17 de março, apresentando alguns sintomas.

 

De acordo com a prefeitura, o resultado do exame que atestou positivo para Covid-19 na paciente saiu no dia 23. A mulher, no entanto, não precisou ser internada, mas ficou isolada dos demais familiares da casa. Ela se recuperou e continua em isolamento, porém em convívio com os demais familiares que seguem em isolamento social e todos assintomáticos.

 

“Quando a pessoa passa do período que é o protocolo dos 14 dias e ela não apresenta mais sintomas, ela já eliminou o vírus, criando imunidade, impedindo a transmissão. Acompanhada por nossas equipes, a paciente seguiu as regras e adotou as medidas necessárias para o processo de recuperação, sobretudo o isolamento, que é a primeira regra. A batalha foi vencida”, explicou a secretária de Saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1 Petrolina(Imagem G1)

ADVERTENCIA

anuncie

SECRETARIA DE SAÚDE DE TRINDADE DESCARTA MORTE POR CORONAVÍRUS DE BEBÊ DE UM ANO

A Secretaria de Saúde de Trindade informou que foi descartado para covid-19 a morte de um bebê de um ano e cinco meses de nome . O teste foi para análise do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE). O óbito ocorreu no domingo (29), no Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, após a criança apresentar sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

De acordo com a direção do hospital, a bebê AGHATA SOPHIA BEZERRA TAVARES, residente em Trindade deu entrada no sábado dia 28 de março com cansaço respiratório e fragilizada. Ela veio a óbito no domingo dia 29, com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

No município, não há casos confirmados da doença.

Ainda segundo o Boletim desta quinta-feira, 02 de abril, o município contabiliza 02 casos do novo coronavírus em investigação e 01 foi descartado, porém até o momento nenhum caso confirmado do covi-19.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

ADVERTENCIA

anuncie

MÁSCARAS SÃO RECOMENDADAS PARA DIMINUIR CONTÁGIO DE VÍRUS, SAIBA COMO USAR ME COM O HIGIENIZAR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse na quarta-feira (1º) que máscaras de proteção podem servir como barreira eficiente para a população em geral contra o coronavírus. A sugestão de Mandetta tem como foco o uso de máscaras alternativas, preservando as cirúrgicas e as N95 para os profissionais de saúde.

G1 ouviu especialistas e consultou órgãos como Anvisa e OMS para montar um tira dúvidas, incluindo os pontos positivos e negativos do uso das máscaras pela população em geral.

  1. Por que antes as máscaras não eram recomendadas para a população em geral?
  2. O que afirmam os que são a favor do uso geral das máscaras descartáveis?
  3. Por que especialistas afirmam que a máscara pode ser vetor de contaminação?
  4. Não tenho Covid-19. A máscara pode me proteger?
  5. Como devo usar a máscara?
  6. A máscara é descartável? De quanto em quanto tempo devo trocar?
  7. As máscaras caseiras podem ser usadas?
  8. Quais os cuidados de higiene com as máscaras caseiras?
  9. Como devo descartar a máscara usada?
  10. Como outros países usam as máscaras?
  11. O que diz a Anvisa sobre o uso de máscaras descartáveis?
  12. O que diz a OMS sobre o uso de máscaras descartáveis?

Por que antes as máscaras não eram recomendadas para a população em geral?

Seguindo orientações da OMS, o Ministério da Saúde e a maioria dos especialistas apontavam o risco de um uso irregular das máscaras pela população em geral. Não utilizada da maneira correta, a máscara pode ficar contaminada e expor as pessoas ao coronavírus.

Outra preocupação da pasta era quanto à falta do produto no mercado, já que inúmeros profissionais da saúde denunciavam que não estavam tendo acesso às máscaras e outros itens de segurança individual. A dificuldade na importação dos produtos da China é um ponto de atenção.

O que afirmam os que são a favor do uso geral das máscaras descartáveis?

As máscaras descartáveis foram recomendadas para uso geral em outras epidemias na Ásia, como a de H1N1, depois que estudos mostraram que o item, quando associado com lavar as mãos e evitar aglomerações, diminuía as transmissões de gripe.

Isso porque, mesmo que seja uma barreira de baixa proteção, ainda é uma barreira, se usada da maneira correta e junto das demais medidas de proteção. Além disso, no caso do coronavírus, como muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas e não sabem que estão com a Covid-19, a máscara para uso geral pode ajudar a conter a transmissão causada pelas pessoas que não têm sintomas.

Por que a máscara cirúrgica pode ser vetor de contaminação?

Um dos motivos pelos quais a máscara pode ser vetor de contaminação é o uso inadequado dela. “As pessoas podem se sentir incomodadas porque não estão acostumadas ao uso, levando as mãos ao rosto com maior frequência e de forma errada”, diz o especialista do Serviço de Alergia/Imunologia da Santa Casa do Rio de Janeiro, Thiago Luiz Bandeira.

Segundo o alergista Marcello Bossois, a máscara também pode desmobilizar as pessoas em relação à higienização periódica das mãos por uma “falsa sensação de maior proteção durante o uso”.

Não tenho Covid-19. A máscara cirúrgica pode me proteger?

De forma limitada, mas pode. Isso porque o coronavírus é transmitido através de gotículas eliminadas por meio da tosse, espirro ou pela fala. Apesar de não filtrarem o ar, a máscara descartável pode servir de barreira para impedir que essas gotículas entrem em contato com as mucosas da boca e do nariz.

“A máscara também ajuda a evitar que a pessoa encoste a mão no rosto”, diz o epidemiologista André Ricardo Ribas Freitas, professor da Faculdade São Leopoldo Mandic.

Como devo usar a máscara?

Independentemente de quem fizer uso do acessório, tendo ou não sintomas, a Anvisa alerta que é fundamental higienizar as mãos com água e sabonete ou álcool 70% antes e após usar a máscara.

  • Com as mãos lavadas, é preciso colocar a máscara sobre o rosto de modo que cubra tanto queixo quanto nariz;
  • A máscara não pode ficar frouxa no rosto. Para isso, uso o acessório de metal na parte superior da máscara para aderi-la ao nariz para evitar entrada e saída de ar.
  • Durante uso, não se deve tocar na máscara. Por isso, não é recomendado que se tire e coloque a máscara e nem que ela seja removida durante a fala.
  • Quando for retirar a máscara, a pessoa não deve encostar a mão no tecido, apenas nas alças laterais que ficam acopladas à orelha.

De quanto em quanto tempo devo trocar a máscara?

Todas as máscaras de uso caseiro, sejam as descartáveis ou de tecido, precisam ser substituídas assim que ficarem úmidas. “Quando a máscara fica úmida, perde a capacidade filtrante e precisa ser trocada”, diz Freitas. “Por isso, se a pessoa passa uma boa parte do tempo fora de casa, é ideal ter 4 máscaras para fazer a troca”, diz Freitas.

Quanto às máscaras cirúrgicas, segundo Bandeira, o tempo médio de eficácia é de duas horas, devendo ser descartada após esse período. Apesar disso, a recomendação é para que esses itens sejam deixados de preferência para uso dos profissionais de saúde, já que elas estão em falta no mercado.

As máscaras caseiras são seguras?

Segundo Freitas, as máscaras caseiras impedem a entrada e saída de gotículas desde que sejam feitas com um tecido filtrante, como o TNT, e em três camadas: externa, intermediária filtrante e interna. Elas também devem ter o suporte de ferro na parte superior onde encosta no nariz, para garantir que a máscara fique bem presa ao rosto.

“Os melhores materiais são os filtrantes. Se não tiverem, podem ser tecidos a base de algodão, que também tem capacidade filtrante”, explica.

Segundo Bandeira, as máscaras feitas com apenas uma camada de tecido não devem ser utilizadas. Além disso, elas precisam ser lavadas assim que ficarem úmidas durante o uso.

Como devo descartar a máscara usada?

Ao ser retirada, a máscara precisa ser imediatamente colocada em um saco plástico hermeticamente fechado ou bem amarrado antes de ser descartada no lixo comum. Além disso, a pessoa deve lavar as mãos com água e sabonete após tocar na máscara usada.

Quais os cuidados de higiene com as máscaras caseiras de tecido?

As máscaras de tecido precisam ser lavadas com água e sabão toda a vez que forem usadas e, depois de secarem, devem ser passadas com ferro quente.

O que diz a Anvisa sobre o uso de máscaras cirúrgicas?

A Anvisa orienta que as máscaras devem ser de TNT e seu uso deve ter prioridade para profissionais da saúde e pessoas sintomáticas.

“Usar máscaras quando não indicado pode gerar custos desnecessários e criar uma falsa sensação de segurança que pode levar a negligenciar outras medidas como a prática de higiene das mãos”, diz um documento da entidade.

Para os casos sintomáticos, o mesmo documento afirma que “usar uma máscara é uma das medidas de prevenção para limitar a propagação de doenças respiratórias, incluindo o novo coronavírus.”

O que diz a OMS sobre o uso de máscaras?

A OMS orienta que as máscaras sejam usadas apenas por profissionais da saúde e por pessoas sintomáticas. A entidade alerta para o perigo de contaminação nos casos em que as máscaras não são utilizadas e descartadas de maneira segura pela população assintomática e afirma que o item oferece baixa proteção contra o coronavírus.

No caso dos profissionais da saúde, a organização reforça que a máscara é eficaz porque é utilizada com outros itens de segurança individual, como óculos, luvas e capote.

Além disso, igual a Anvisa, a OMS teme que o uso indiscriminado possa levar à falta das máscaras para quem realmente necessita utilizá-las.

Como outros países usam as máscaras?

O diretor-geral do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças, George Gao, disse na sexta-feira (27) que não usar máscaras é o grande erro dos EUA e da Europa no combate à Covid-19.

“O grande erro nos EUA e na Europa, na minha opinião, é que as pessoas não estão usando máscaras. Este vírus é transmitido por gotículas e contato próximo. Gotículas desempenham um papel muito importante – você precisa usar uma máscara, porque quando você fala, sempre há gotículas saindo da sua boca. Muitas pessoas têm infecções assintomáticas ou pré-sintomáticas. Se eles estão usando máscaras, isso pode impedir que gotículas que levam o vírus escapem e infectem outras pessoas”, disse Gao em entrevista à Science.

Na terça (31) o jornal Washington Post informou que funcionários do Centro de Controle e Prevenção a Doenças (CDC) dos Estados Unidos estão considerando alterar orientações oficiais sobre o uso de máscaras simples para todas as pessoas, inclusive as que não manifestaram sintomas da Covid-19.

No entanto, o CDC não divulgou nenhuma nota oficial sobre o assunto, e as recomendações nos EUA sobre o uso de máscaras se mantêm somente para profissionais de saúde e pessoas que apresentam sintomas. Especialistas ouvidos pelo jornal informam que o uso de máscaras simples, até mesmo feitas de pano, podem ajudam a achatar a curva de transmissão e diminuir o número de casos.

Na Áustria, o governo passou a exigir que funcionários e consumidores passem a utilizar máscaras cirúrgicas obrigatoriamente em supermercados, como uma tentativa de diminuir a disseminação da Covid-19. O chanceler do país informou à Reuters que as máscaras serão entregues às pessoas na entrada dos supermercados.
Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1
ADVERTENCIA

anuncie

SOBE PARA OITO NÚMERO DE MORTOS PELO CORONAVÍRUS EM PERNAMBUCO SÃO 95 CASOS CONFIRMADOS DO COVID-19

Pernambuco confirmou, nesta quarta-feira (1º), duas novas mortes de pacientes com o novo coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Ao todo, no estado, há oito óbitos. Também houve oito novas confirmações para a Covid-19, doença causada pelo novo vírus, totalizando 95 casos confirmados (veja vídeo acima).

As duas novas mortes por Covid-19 são de homens. Um deles tinha 64 anos e morava no Recife e o outro, morador de Olinda, tinha 81 anos.

O primeiro tinha histórico de diabetes e hipertensão, além de ter passado por um transplante renal há dez anos. Ele apresentou tosse, desconforto respiratório e dor de cabeça, e foi internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no Centro da capital, no dia 21 de março. No dia 24, o paciente foi a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde foi mantido entubado, realizando diálise e uso de antibiótico. O idoso morreu na terça-feira (31).

O segundo paciente, de 81 anos, socorrido no final da manhã do dia 25, pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) do Recife, e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele tinha dificuldade para respirar e quadro de desorientação, além de relato de febre e tosse.

O idoso, que tinha doença de Parkinson, realizou exames e foi entubado. O paciente teve uma parada cardiorrespiratória na UPA e morreu. Uma equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde foi acionada para fazer a coleta do material para análise, que teve resultado positivo para Covid-19.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, o aumento está dentro do esperado para a pandemia.

“É de se esperar, pelo que temos acompanhado em outros países e até em outros estados aqui no Brasil, que o número pudesse ser maior. Era previsto que houvesse uma duplicação do número [de casos confirmados] em até três dias. Nós não temos visto esse número aqui em Pernambuco. É certo que a estratégia brasileira é fazer o teste apenas nos pacientes que se internam com síndrome respiratória aguda grave, o que não nos permite ver o todo, porque não estamos testando a grande magnitude dos casos que têm sintomas mais brandos”, afirmou o secretário.

Do total de novos casos, sete são na capital pernambucana e um, em Aliança, na Zona da Mata de Pernambuco. Quatro são homens, com idades entre 45 e 74 anos, e quatro são mulheres, na faixa etária entre 28 e 87 anos.

Há casos confirmados em 12 cidades de Pernambuco, além do arquipélago de Fernando de Noronha. Também há pacientes que passaram pelo estado, mas moram em outros estados e países. No momento, 23 pacientes estão internados, sendo 14 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e nove em leitos de isolamento. Outros 50 estão em isolamento domiciliar e 14 tiveram cura clínica da Covid-19.

CONFIRA AS CIDADES PERNAMBUCANAS COM CASOS CONFIRMADOS DO COVID-19

ADVERTENCIA

anuncie

FUJIFILM INICIA ESTUDO DE REMÉDIO PARA TRATAMENTO DO CORONAVÍRUS

O grupo japonês Fujifilm iniciou um estudo clínico para testar a eficácia de seu medicamento antigripal Avigan (favipiravir) para tratar pacientes afetados pelo novo coronavírus, após resultados promissores de pesquisas na China com este produto.

“O teste acontecerá com 100 pacientes a partir de agora e até o fim de junho em Tóquio”, anunciou nesta quarta-feira dia 1º de abril à AFP um porta-voz da Fujifilm, empresa conhecida por seus produtos para escritórios e de fotografia, mas que também está presente na área médica.

“Vamos compilar os dados, analisá-los e solicitaremos a aprovação se o estudo clínico de fase III tiver sucesso”, completou a fonte.

O Avigan será administrado durante o período máximo de 14 dias a pacientes de 20 a 74 anos, todos em estado leve de pneumonia viral. As mulheres grávidas estão fora do estudo devido ao risco de efeitos colaterais.

A iniciativa acontece depois que o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, declarou no fim de semana passado que seu governo iniciaria os procedimentos oficiais para obter a aprovação do Avigan como tratamento para o novo coronavírus.

As autoridades chinesas, que já organizaram testes clínicos com o favipiravir, o princípio ativo deste medicamento, anunciaram resultados promissores no mês passado.

De acordo com Pequim, o favipiravir permitiu reduzir o tempo de cura de pacientes com coronavírus. A Fujifilm não participou, no entanto, nos estudos clínicos chineses.

O Avigan, que integra a família de medicamentos antivirais, tem permissão de venda e produção desde 2014 no Japão para ser usado contra a gripe.

O uso, no entanto, é restrito como último recurso se outros tratamentos antivirais não são suficientemente eficazes contra vírus gripais novos ou ressurgentes.

Isto significa que o Avigan não está disponível nas farmácias ou hospitais, tanto no Japão como no exterior, explicou a Fujifilm.

Cientistas e grupos farmacêuticos de todo o mundo estão em uma corrida contra o tempo para encontrar um remédio eficaz contra a doença COVID-19, tanto na forma de tratamento como de uma vacina.

As esperanças mais imediatas estão em medicamentos já aprovados para outras doenças, como os antivirais usados para combater a aids e os remédios de combate à malária como a hidroxicloroquina e a cloroquina.

Os estudos clínicos feitos na França e na China sobre os remédios usados contra a malária provocaram muitas esperanças, mas também muitas dúvidas da comunidade científica.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/IstoÉ
ADVERTENCIA

anuncie

SARGENTO DA PM MORRE VÍTIMA DO COVID-19 EM SÃO PAULO

Uma sargento da Polícia Militar (PM) morreu na segunda-feira dia 30 de março em São Paulo por Covid-19, informou nesta terça-feira dia 31 a assessoria de imprensa da corporação. Segundo a PM é a primeira morte de policial militar da ativa no estado por causa da doença.

A 1ª sargento MAGALI GARCIA tinha 46 anos e trabalhava no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) na capital. Ela passou mal no domingo dia 29, quando teve sintomas de coronavírus, como pneumonia. Em seguida, foi levada ao Hospital da PM, na Zona Norte, onde acabou entubada e internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Mas, segundo o tenente-coronel Emerson Massera, porta-voz PM no estado de São Paulo, a sargento Magali, que era ex-fumante, não resistiu e morreu em razão da doença.

“Estava internada na UTI exclusiva para casos de coronavírus”, falou Massera.

Magalli era casada com um capitão da Polícia Militar.

Por meio de nota a Secretaria da Segurança Pública (SSP) encaminhou abaixo nota oficial da PM sobre a morte da policial por causa de coronavírus:

“A Polícia Militar lamenta o falecimento da Sargento PM Magali Garcia, ocorrido nesta segunda-feira (30), ela estava internada desde o último dia 27 e teve confirmação de COVID-19. A corporação segue rigorosamente as orientações do Comitê de Contingência do Coronavírus e ressalta que todo policial com suspeita ou diagnóstico da doença é imediatamente afastado das funções e acompanhado por profissionais de saúde”, informa nota enviada pela pasta da Segurança.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/G1 SP

ADVERTENCIA

anuncie

CONFIRA O BOLETIM OFICIAL DO CORONAVÍRUS EM PERNAMBUCO DESSA TERÇA, 31 DE MARÇO

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira dia 31 de março, mais 10 casos da Covid-19 em Pernambuco. Com a atualização, o Estado contabiliza 87 ocorrências pelo novo coronavírus. Não houve nenhuma nova morte confirmada nas últimas 24h, sendo 6 o número de óbitos registrados até agora.

De acordo com o boletim epidemiológico, dos 10 novos casos confirmados, 7 são do sexo masculino, com idades entre 30 e 69 anos; e 3 do sexo feminino, na faixa etária entre 30 e 70 anos. Dos pacientes, 6 são residentes do Recife, 2 de São Lourenço da Mata, 1 de Ipubi, no Sertão do Araripe, além de 1 novo caso  registrado em Fernando de Noronha. Este é o 2º caso registrado na Ilha – contactante do 1º caso confirmado na última sexta-feira (27.03).

Até agora, os casos estão distribuídos por 11 municípios (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi e Goiana), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

No momento, 23 pacientes estão internados, sendo 12 em UTI/ UCI e 11 em leitos de isolamento. Outros 44 estão em isolamento domiciliar e 14 já se recuperaram da Covid-19.

Recuperados – Subiu para 14 a quantidade de pacientes considerados recuperados da doença. A paciente, que teve cura clínica, é do sexo feminino, tem 97 anos e reside no Recife.

Arquipélago – Na última sexta-feira (27.03), foi confirmada a primeira ocorrência no Arquipélago Fernando de Noronha. Um homem de 48 anos, funcionário de uma empresa terceirizada, que permanece em isolamento domiciliar.

Para evitar a propagação do vírus, todos os contactantes do homem foram monitorados e colocados em quarentena, em quartos isolados e diferentes, além de serem testados. Apenas um deles testou positivo para a doença, e permanece em isolamento.

Pernambuco amplia testes – O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), anunciou nesta terça-feira (31.03), a ampliação da capacidade de testagem para a Covid-19 no Estado, possibilitando a realização de exames nos profissionais de Saúde, da rede pública e privada, que estão trabalhando diretamente com os pacientes suspeitos e confirmados para a doença, além das forças de Segurança. A ampliação vai ser possível graças à parceria entre a SES-PE e o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz/PE), que possibilitará, inicialmente, triplicar a capacidade atual, saindo de cerca 770 para 2.170 exames por semana, a depender do envio dos kits pelo Ministério da Saúde (MS). Esse número pode chegar a 1 mil exames/dia.

“Vamos dotar o Estado da capacidade de testar mais, ampliando para além dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave internados, como é preconizado atualmente pelo Ministério da Saúde. Com essa ampliação, vamos, inicialmente, beneficiar os profissionais de saúde e de segurança, num esforço para garantir a segurança e cuidado também para esse público. A partir desta quarta-feira, iniciamos os testes juntando forças do Instituto Aggeu Magalhães aos esforços do Lacen-PE. À medida que o Ministério da Saúde enviar mais kits, vamos ampliando o número de testes realizados”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Os testes serão os mesmos já realizados atualmente pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), por meio da técnica RT-PCR, indicada para pacientes no início dos sintomas (até 7 dias) e que analisa a presença do vírus ou parte dele na amostra coletada. Os kits de testagem, nesta parceria, serão os encaminhados pelo Ministério da Saúde, que anunciou a ampliação do envio dos kits.

A vice-diretora do Instituto Aggeu Magalhães, Constância Ayres, ressaltou a importância da parceria para a valorização e ampliação da produção científica em Pernambuco. “A Fiocruz/PE vai trabalhar em quatro frentes. A primeira é um projeto de pesquisa para desenvolver um teste rápido baseado em papel que vai dar o resultado em minutos. A segunda é a questão da evolução dos genomas, dos vírus que estão circulantes aqui em Pernambuco para entendermos qual o comportamento epidemiológico e se existe variações que podem ser importantes para o enfrentamento da epidemia. O terceiro ponto é a questão do tratamento, então vamos utilizar nossa plataforma para testar novos produtos e novas drogas anti-virais que possam combater o novo coronavírus. E, por último os estudos epidemiológicos. Nós vamos tentar entender as questões sociais que interferem no desenvolvimento da curva aqui no Estado”, destacou.

Além da parceria com o Instituto Aggeu Magalhães, nesta semana, a empresa Genômika, especializada em testes genéticos e imunológicos, passa também a compor os esforços do Estado para ampliar a realização de exames pela técnica RT- PCR. Por dia, o laboratório privado vai processar 300 exames. Essa contratualização está sendo feito em parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

NÚMEROS – COVID-19

Tabela 1. Situação epidemiológica dos casos notificados para COVID-19. Pernambuco, 2020.

Confirmados Recuperados Óbitos
87 14 6

Tabela 2. Distribuição dos casos confirmados para COVID-19, segundo Região de Saúde e município de residência. Pernambuco, 2020.

Município de Residência N %
I Região de Saúde 75 86,5
Recife 57 67,5
Jaboatão dos Guararapes 6 6,9
Olinda 5 5,7
Camaragibe 2 2,3
Ilha Fernando de Noronha 2 2,3
São Lourenço da Mata 3 3,4
III Região de Saúde 1 1,1
Palmares 1 1,1

 

IV Região de Saúde 2 2,2
Belo Jardim 1 1,1
Caruaru 1 1,1
VIII Região de Saúde 2 2,3
Petrolina 2 2,3
IX Região de Saúde 1 1,1
Ipubi 1 1,1
XII Região de Saúde 1 1,1
Goiana 1 1,1
Outros Estados 2 2,3
Outro Países 3 3,4
Total 87 100,0

Tabela 3. Distribuição dos casos confirmados para COVID-19, segundo evolução. Pernambuco, 2020.

Evolução dos casos confirmados N
Recuperados 14
Internados 23
Isolamento domiciliar 44
Óbito 6
Total 87

*Dos 23 casos internados, 12 encontram-se na UTI/CTI e 11 em leitos de isolamento.

Tabelas 4 e 5. Distribuição dos casos confirmados para COVID-19, segundo faixa etária e sexo. Pernambuco, 2020.

 

Faixa etária (em anos)                  Total               

N

0 – 9 0
10-19 2
20 – 29 5
30-39 22
40-49 11
50-59 13
60-69 22
70-79 6
80 e mais 6

  Total                                               87                 

Feminino                                                                    41

  Masculino                                                                  46                          

Total                                                      87

Tabela 6. Casos confirmados para outros vírus respiratórios. Pernambuco, 2020.
Casos confirmados para outros vírus N
Influenza A 122
Influenza B 55
Influenza A(H1N1) 45
Rinovírus 6
Outros coronavírus* 4

Outros vírus                                                                                                                           3

Influenza A e B                                                                                                                      2

Total                                                                                                                                   237

*Outros coronavírus de baixa patogenicidade

Tabela 7. Casos notificados para Srag com evolução para óbito*. Pernambuco, 2020.

Negativo para Covid-19 e Influenza                                                                                   31

Negativo para Covid-19/Aguardando Influenza                                                                  5

Influenza A                                                                                                                           10

Positivo para Covid-19                                                                                                          6

Influenza B                                                                                                                                                5

Total                                                                                                                                     57

Confira em PDF  31.03_BOLETIM COVID-19_SES_PE (1)

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/SES PE IX GERES

ADVERTENCIA

anuncie

500 MIL KITS DE TESTE RÁPIDO DO CORONAVIRUS CHEGA AO BRASIL

O primeiro lote com 500 mil kits de testes rápidos para o novo coronavírus, comprados pela empresa Vale, já chegaram ao Brasil. A remessa vinda da China desembarcou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na tarde de segunda-feira dia 30 de março e foi encaminhada para o centro de logística do Ministério da Saúde na capital paulista.

A Vale fechou a compra de 5 milhões de kits para a verificação de infecção por covid-19. O teste, produzido pela empresa chinesa Wondfo, tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele detecta anticorpos e permite que se tenha um resultado em apenas 15 minutos.

Segundo a mineradora, a doação é uma forma de ajudar o governo brasileiro no combate à disseminação da doença no país. A Vale está usando sua rede de logística na Ásia para trazer insumos ao Brasil. As 4,5 milhões de unidades restantes serão entregues à empresa pelo fornecedor ao longo do mês de abril.

A logística de distribuição dos kits no Brasil será feita pelo governo federal e o Ministério da Infraestrutura é o responsável por garantir a oferta de linhas aéreas essenciais para o despacho do material. A pasta também deve atuar em suporte quando houver lacunas na distribuição. “O ministro Tarcísio [Freitas] está em contato com os estados através do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Consetrans) e conta com a possibilidade de usar aeronaves e veículos oficiais, além do apoio das Forças Armadas”, informou o ministério.

Em publicação no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro destacou o trabalho da equipe. “Chega o primeiro lote de kits de exame rápido. Quinhentos mil itens de um total de 5 milhões doados pela Vale. A distribuição do material desta etapa está a caminho dos 26 estados de todo Brasil e DF”, escreveu.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/Portal de Prefeitura

ADVERTENCIA

anuncie

PREFEITURA DE IPUBI ANUNCIA MEDIDAS PARA EVITAR O CONTÁGIO DO NOVO CORONAVÍRUS, INCLUSIVE SUSPENDE FEIRA DE LIVRE

Prefeitura de Ipubi — Foto: Prefeitura de Ipubi

A Prefeitura de Ipubi anunciou medidas após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus no município pernambucano. Entre elas estão, a aquisição de 300 exames rápidos para covid-19 e de 15 mil máscaras para os portadores de doenças crônicas, idosos e a população em vulnerabilidade social.

Além disso, serão implantados sete isolamentos com leito no Hospital de Ipubi e nas unidades mistas de Serra Branca e Serrolândia. Foram contratados um médico infectologista e uma frota de pulverização para desinfecção da sede do município e dos distritos. Os feirantes de Ipubi serão beneficiados com uma ajuda de custo no valor de R$200 para os afetados coma suspensão da Feira Livre de Ipubi e de Serrolândia.

Como já informamos anteriormente com exclusividade,o primeiro caso do novo coronavírus em Ipubi foi confirmado na segunda-feira dia 30 de março. O paciente, do sexo masculino, recém chegado de Recife apresentou os sintomas e foi encaminhado para um hospital em Recife, onde mantém quadro estável.

A Secretaria Municipal de Saúde está monitorando as pessoas que tiveram contato com o paciente.

Ipubi contabiliza mais um caso confirmado da Covid-19, um suspeito e um descartado.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/imagem G1 Petrolina

ADVERTENCIA

anuncie

REGIÃO DO ARARIPE REGISTRA O PRIMEIRO CASO DE CORONAVÍRUS EM IPUBI

O município de Ipubi, no Sertão do Araripe, acaba de ser notificado nesta segunda-feira, dia 30 de abril sobre o primeiro caso de Coronavírus no município.As informações e o estado de saúde do paciente não foram divulgadas até o momento.

A informação foi confirmada pela Prefeitura na manhã do último domingo, dia 22 de março e de acordo com o governo municipal, trata-se de um paciente com que apresentou inicialmente s sintomas de gripe e esteve em um local de transmissão do covid-19.

Além do primeiro caso positivado, desse homem que chegou a cerca de 1 mês e meio da capital pernambucana, outro caso de uma mulher também segue sendo investigado pelo hospital Osvaldo Cruz no Recife e o resultado será divulgado nos próximos dias 8 a 10 dias, segundo a secretaria de saúde do município. Outra suspeita foi descartada.

O homem está estável e segue em estado instável em um hospital no Recife.

O prefeito Chico Siqueira, junto com a secretária de saúde e um médico infectologista, confirmou o caso durante uma entrevista de rádio no final da tarde dessa segunda-feira.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias

ADVERTENCIA

anuncie

CRIANÇA DE 1 ANO MORRE COM SINTOMAS DO CORONAVÍRUS EM OURICURI; HOSPITAL NÃO CONFIRMA A CAUSA MORTE E EMITE NOTA

Viralizou nas redes sociais no final de semana a morte de uma criança de 1 ano e 5 meses que estava internada no H.R.F.B – Hospital regional Fernando Bezerra de Ouricuri.

Segundo circulou nas redes sociais a criança apresentava os sintomas do Covid-19 e não teria resistido.

De acordo com a direção da unidade hospitalar, a menina deu entrada na tarde do sábado dia 28 com cansaço respiratório e fragilizada. Ela veio a óbito na manhã do domingo, dia 29 com sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Segundo a direção, o teste para Covid-19 foi realizado e encaminhado para análise no Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE). A previsão é que o resultado seja divulgado até sexta-feira dia 03 de abril. A família do bebê reside em Trindade, no Sertão pernambucano.

Em Ouricuri até o momento não há casos suspeito do coronavírus, uma equipe de enfrentamento contra o coronavírus foi montada e estão sendo realizadas ações diárias de fiscalização em bancas de peixes, verdurões, frigoríficos e outros comércios.

Neste domingo, 29 de março, o H.R.F.B emitiu uma nota também nas redes sociais confirmando a morte da criança, porém não confirmou que a mesma teria sido vítima do Covid-19, confira a nota:

É com pesar que noticiamos o falecimento de ÁGATHA SOPHIA BEZERRA TAVARES, de apenas 1 ano e 05 meses.

ÁGATHA estava internada no Hospital Regional de Ouricuri-PE, que, por sua vez, lutou com todos os recursos possíveis na tentativa de reestabelecer a saúde e a vida da criança, lamentavelmente, não logrando êxito.

Ressaltamos que, apesar da notificação de caso suspeito de infecção pelo Coronavírus, trata-se, como dito, apenas de uma suspeita, pois a criança tinha histórico de problemas respiratórios.

O momento não é de pânico ou de alardes. Mas sim, de reforçarmos o isolamento social e os demais cuidados contra o COVID-19.

Em tempo, nos solidarizamos com a família e com os amigos da família de Ágatha Sophia rogando a Deus que lhes dê o consolo necessário para suportar tamanha perca e que, ele, nosso Pai Maior, receba esse ser de luz e o coloque em um bom e merecido lugar”.

Continuaremos acompanhando o caso e aguardando o resultados dos exames para a definição da causa morte da criança e disponibilizamos o espaço para pronunciamento dos familiares da criança, assim como da direção do Hospital Regional Fernando Bezerra para os devidos esclarecimentos sobre o fato.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias 

ADVERTENCIA

anuncie