CRIANÇA DE 2 ANOS MORRE AO LEVAR CHOQUE EM FERRO DE PASSAR NO CEARÁ

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

 (crédito: Reprodução/Internet)

Uma criança de 2 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica ao encostar em um ferro de passar roupa. O caso aconteceu na terça-feira, dia 12 de janeiro, no município de Crato, cidade a 508 km de Fortaleza (CE).

Segundo informações da Polícia Civil, MIGUEL DE SOUZA BRITO, 02 anos estava em casa, em um sítio na zona rural da cidade, quando tocou no ferro, que estava ligado na tomada, e recebeu a descarga elétrica.

Miguel chegou a ser socorrido por familiares e levado ao Hospital São Camilo, mas não resistiu e morreu. O caso é investigado pela Delegacia Regional do Crato.

No último dia 29 de dezembro, um garoto de 13 anos morreu na cidade de Bela Cruz, no Ceará, ao sofrer um choque do aparelho celular que estava ligado à tomada. Wescley Lenilson dos Santos morava na localidade de Carrasco, zona rural da cidade.

Conforme testemunhas, os pais do adolescente o ouviram gritar quando ele sofreu o choque elétrico, após sair do banho e utilizar o celular.

“O pai contou que correu após ouvir o grito do filho, o viu recebendo a descarga elétrica e desligou em seguida o disjuntor geral da casa”, relata Leonardo Rocha, que foi professor de Wescley. “Levaram o filho para o hospital municipal, mas ele já chegou morto, um momento depois do choque.”

Acidentes com crianças

Acidentes são a principal causa de mortes de crianças de um a 14 anos no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, todos os anos 3,6 mil crianças morrem e 111 mil são internadas vítimas de acidentes no país. Cerca de 90% poderia ser evitado, de acordo com a pasta.

Além das quedas e afogamentos, os choques elétricos também são comuns. De acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica, produzido pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em 2019, das 697 mortes por choques elétricos relatadas no Brasil, 11% envolveram crianças e adolescentes entre 0 e 15 anos.

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS/Correio Brazileinse

No Banner to display


anuncie