IRMÃ DULCE SERÁ CANONIZADA EM OUTUBRO NO VATICANO

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

Igreja anuncia que celebração do dia 13 de outubro de 2019 será presidida pelo Papa FranciscoIrmã Dulce, a primeira mulher nascida no Brasil que se tornará santa , será canonizada no dia 13 de outubro de 2019, em uma celebração presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano, em Roma. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (1º), em uma coletiva de imprensa que ocorreu simultaneamente em Roma, no Vaticano, e no Santuário Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, no Largo de Roma, em Salvador.

Clique aqui e leia mais: A história de Irmã Dulce, a freira que ergueu um hospital a partir de um galinheiro

Além de Irmã Dulce (1914-1992), no mesmo dia, durante o Sínodo da Amazônia (encontro em que a Igreja tratará do modelo de desenvolvimento da região) serão canonizados outros quatro santos, segundo o Vaticano. Entre eles, está o cardeal inglês John Henry Newman, um dos principais intelectuais cristãos do século XIX.

A canonização de Irmã Dulce foi anunciada em maio deste ano, quando um segundo milagre atribuído à ela foi reconhecido pelo Vaticano por meio de decreto. A pessoa agraciada é o baiano José Maurício Moreira, de 50 anos. Ele voltou a enxergar após rezar para Irmã Dulce, pedindo que ela aliviasse as dores de uma conjuntivite que teve em 2014. Ele estava há 14 anos cego por conta de um glaucoma.

— Fiz uma oração. Botei a imagem (de Irmã Dulce) nos olhos e já meu deu sono. Um sono que eu não tinha há dias. Eu dormi e, horas depois, voltei a enxergar — contou ele ao Jornal Nacional.

O milagre intrigou médicos. Mesmo após retomar a visão, os exames dele apontavam lesões que deveriam impedir que tivesse o sentido.

Da redação do BLOG do Emanoel Cordeiro – Radar de Notícias/O Globo