PASTORES SÃO PRESOS CULTIVANDO MACONHA NA IGREJA

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

Após denúncia anônima a Polícia Militar prendeu dois pastores de 25 e 50 anos suspeitos de cultivar maconha no terreno de uma igreja localizada no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, na segunda-feira, dia 4 de janeiro de 2021. Com MANOEL BATISTA DA SILVA, de 50 anos, e o filho, LUCAS BATISTA DA SILVA, de 25, dizem ser pastores da Igreja dos Humildes e alegam que a erva é usada de forma medicinal para tratamento de fiéis doentes. eles, a polícia apreendeu 12 plantas e 20 mudas de maconha natural.

O pastor, já é velho conhecido pela polícia da cidade. Essa não é a primeira vez que o religioso, juntamente com o filho, são presos por suspeita de cultivo de maconha, em 2018, a polícia também flagrou no mesmo terreno o cultivo e o consumo da maconha. Na ocasião, pai e filho foram presos e disseram em depoimento ser pastores da Igreja dos Humildes, e que a maconha era utilizada no tratamento dos fieis.

De acordo com o 5º BPM, ao chegar no local da denúncia, no bairro do Benedito Bentes, na capital alagoana, foram apreendidas 12 plantas e 20 mudas de maconha natural. Um terceiro homem, que seria fiel da igreja, também foi preso em flagrante. Ao perceberem a aproximação da polícia, alguns fugiram. Eles foram encaminhados para a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol.

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS/G1 Alagoas/Revista Fórum/Gospel Minas