SECRETÁRIO NACIONAL DE MOBILIDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL E URBANO ESTARÁ EM OURICURI NESTA SEXTA DIA 11

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0

Às 14 horas dessa sexta-feira, 11 de junho Ouricuri estará recebendo a visita do secretário nacional de mobilidade e desenvolvimento regional e urbano do governo Bolsonaro.

Tiago Pontes Queiroz será recepcionado por prefeitos da região na sede do CISAPE – Consórcio Intermunicipal do Sertão do Araripe que tem como consorciados os municípios de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade, Afrânio, Dormentes e Parnamirim. Até o final da tarde dessa quinta-feira, 10 prefeitos já haviam confirmado presença, onde serão debatidos e apresentados diversos temas e projetos inerentes a sua pasta, além ouvirem suas propostas para nossos Municípios e Região.

Antes o secretário visita Parnamirim onde será recepcionado pelo prefeito Nininho, pela parte da manhã e tem como propósito conhecer o potencial da região na criação de caprinos e ovinos, tudo pra dar aos municípios do Sertão ainda mais oportunidades de desenvolvimento econômico.

A atual Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano é resultado da fusão das antigas Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano e Secretaria Nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos. A nova secretaria é responsável pela promoção do desenvolvimento regional e urbano, atuando intensamente no fortalecimento de sistemas produtivos inovativos locais e regionais; na produção irrigada; em investimentos em reabilitação urbana; na gestão do território; no fortalecimento das capacidades federativas e em investimentos em mobilidade urbana para a promoção do acesso universal à cidade, de forma segura, socialmente inclusiva e sustentável.

A melhoria da renda e o progresso das regiões são esperados a partir da exploração sustentável dos potenciais existentes nos territórios. Ativam-se, assim, as economias locais. Aliado ao desenvolvimento das potencialidades econômicas, almeja-se também a melhoria na qualidade da oferta de serviços e a consequente estruturação do ambiente urbano, com foco na rede de cidades intermediárias.