TRÊS HOMENS MORREM AO CAIR COM CARRO DENTRO DE BARRAGEM EM ARARIPINA; SOBREVIVENTE AFIMRMA QUE HOUVE EXCESSO DE VELOCIDADE

Share this...
Share on Facebook
Facebook
0
Um veículo Crossfox de cor prata com cinco ocupantes, todos homens, caiu na noite dessa terça-feira, 22 de dezembro, por volta das 20h30min, dentro da Barragem da Pitombeira, entre os Distritos de Gergelim e Nascente, zona rural de Araripina.
O veículo com as vítimas seguia no sentido Gergelim à Nascente quando aconteceu a tragédia. Dois ocupantes do carro conseguiram sair com vida, mas os outros três morreram no local.
Ainda de acordo com as informações, já na manhã desta quarta-feira dia 23, centenas de moradores da localidade e localidades vizinhas se uniram e conseguiram tirar o carro de dentro do açude, o qual estava com um corpo dentro.
Outros moradores mergulharam e conseguiram localizar mais um corpo, enquanto o outro foi localizado também agora pela manhã por uma equipe do corpo de bombeiros.
Um morador que não quis se identificar informou que todas as vítimas são da região de Nascente e Sítio Lagoa do Arroz, imediações daquele Distrito, e que pelos menos três teriam chegado de viagem recentemente de Brasília. Dois corpos já foram identificados por Carlos e Josinaldo.

Um dos sobrevivente da tragédia revelou a amigos, que a causa do acidente teria sido excesso de velocidade. O jovem identificado como ‘Zezinho’, contou detalhes do acidente.

De acordo com Zezinho, o motorista do Cross Fox não estava alcoolizado, porém aumentou a velocidade para mostrar a potência do carro novo, chegando a alcançar a marca de 160 km por hora.

“Quando chegamos na curva próxima a barragem, ele não deu conta pra fazer e virou a direção de vez. Foi quando o carro passou por cima da parede do açude e rolou no ar. Quando caiu na água, Carlos foi a primeiro a sair, mais como não sabia nadar, veio a óbito por afogamento.

O motorista tentou sair mais ficou com a perna presa,  veio a óbito também. Josinaldo quebrou a coluna e por isso não pode se locomover vindo a óbito por afogamento no local”, disse.

Zezinho, o segundo a sair do carro, ainda atordoado, contou que começou a nadar para o meio do açude, mas voltou para a margem, quando ouviu o pessoal chamar e os clarões dos faróis. “Quando cheguei na beira da água, já vinha me arrastando com a ajuda das mãos e com muita câimbra nas pernas”, disse.

O quinto passageiro do veículo identificado como Junielson, não sabia nadar, mais no desespero, e por milagre, começou a se debater na água e saiu ileso do acidente

Da redação do BLOG RADAR DE NOTÍCIAS/Fredson Paiva/Roberto Gonçalves